A reviravolta na opinião do CEO da Ripple, da criptomoeda XRP, sobre o bitcoin

Getty Images
O bitcoin é controverso para muitos empreendedores da área

Resumo:

  • A criptomoeda XRP é uma das principais rivais do bitcoin;
  • O CEO da companhia responsável pelo XRP, a Ripple, já tinha criticado o bitcoin publicamente;
  • Em uma recente conferência, no entanto, o executivo revelou uma visão diferente sobre a criptmoeda.

Apoiadores rivais do bitcoin e da Ripple, a empresa responsável pela criptomoeda XRP, não costumam concordar em muitas ocasiões, e ambos já se acusaram mutuamente de tecnologia ultrapassada e controle centralizado.

LEIA MAIS: Bitcoin despenca 12% após salto recente

O recente ressurgimento do preço do bitcoin, que subiu mais de 200% até agora neste ano e impulsionou o abrangente mercado de criptomoedas, incluindo o XRP, causou uma reparação entre os dois lados: o chefe executivo da Ripple, Brad Garlinghouse, revelou que tem “muito” bitcoin.

“Não acho que uma criptomoeda comandará todas as outras”, disse ele durante a conferência Fortune Brainstorm Finance 2019. “Eu tenho muito em bitcoins.”

O rally no preço do bitcoin nos últimos meses impulsionou as criptomoedas de volta ao radar do público, depois que a mania tomou o mundo no fim de 2017 e afastou os medos de que os experimentos com esse tipo de investimento pudessem ter um fim abrupto.

O bitcoin subiu mais de 200% desde o começo de 2019, após perder 80% de seu valor ano passado, quando o Facebook e outros gigantes do Vale do Silício começaram a prestar atenção nas criptomoedas, o que muitos viram como prova de seu potencial.

“Eu acho que o bitcoin é uma reserva de valor e as pessoas o seguram”, disse Garlinghouse.

VEJA TAMBÉM: Bitcoin atinge pico em 18 meses e passa de US$ 12mil

Enquanto isso, o XRP adicionou 30% ao seu preço este ano por enquanto, depois de ultrapassar o bitcoin e outras importantes criptomoedas ano passado graças à adoção de produtos da Ripple por alguns dos maiores bancos do mundo.

A declaração de Garlinghouse chamou a atenção de alguns analistas de criptomoedas. Mati Greenspan, analista sênior de mercado da eToro, tuitou que isso é “uma grande reviravolta de Garlinghouse. É uma notícia e tanto!”.

O executivo da Ripple já havia falado mal do bitcoin, dizendo que ele não é a “panacéia” que resolveria os problemas que as pessoas achavam que ele resolveria, e que a criptomoeda é, na verdade, “controlada pela China”, referindo-se ao seu poder no país.

Garlinghouse disse, ainda, que não estava preocupado com o anúncio do Facebook de lançar um potencial rival do XRP e do bitcoin. “É importante para a Ripple”, disse, acrescentando que, com o tempo, as pessoas vão entender que “tudo isso é um grande negócio para o mercado de criptomoedas no geral”.

VEJA TAMBÉM: Como a Libra do Facebook vai afetar o preço do Bitcoin

O XRP ousou mais ainda na semana passada, quando foi anunciado que a Ripple, que criou o protocolo do XRP e é dona de mais de 60% dos tokens da criptomoeda, planejava uma parceria com o MoneyGram, empresa de câmbio internacional, para fazer um acordo usando o XRP.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).