Jim Beam pode ter prejuízo de US$ 45 milhões após incêndio em armazém

Reprodução/Twitter
Incêndio no armazém de Jim Beam, que começou em 3 de julho em Versailles, Kentucky (EUA)

Resumo: 

 

  • O incêndio no armazém de Jim Beam, que começou em 3 de julho em Versailles, Kentucky (EUA), provocou a perda de 45 mil barris de uísque relativamente jovens; 
  • Segundo estimativa do especialista Tom Fischer, a companhia terá prejuízo de aproximadamente 13,5 milhões de garrafas de Jim Beam;
  • A empresa afirma que o incêndio não afetará as vendas ao consumidor;

Como consequência do incêndio no armazém da Jim Beam, que começou em 3 de julho em Versailles, Kentucky (EUA), a marca enfrenta prejuízos de vários milhões de dólares, segundo afirmam especialistas do setor à Forbes.

VEJA MAIS: Kim e Kanye doam US$ 500 mil para combate a incêndios

A Beam Suntory, matriz da Jim Beam, anunciou que o armazém em que ocorreu o incêndio continha “45 mil barris de uísque relativamente jovem proveniente dos materiais utilizados para produzir o mosto destinado à fermentação do álcool.”

O especialista Tom Fischer, fundador do Bourbon Blog e especializado em uísque, estima que a Jim Beam perderá mais de US $ 45 milhões só em produtos, devido ao incêndio. Ele observa que essa é uma estimativa conservadora.

“Penso sobre o que a Beam Suntory quer dizer com ‘relativamente jovem’, mas podemos assumir que o uísque tinha cerca de dois anos, já que o termo geralmente significa entre dois e quatro anos”, explica.

Fischer conta que cada barril nesta fase é estimado em cerca de US$ 1.000 entre o preço de compra do barril, o líquido nele e o tempo em que já amadureceu. Essa perda por barril pode ser maior, segundo Fischer, se a empresa estivesse trabalhando em uma mistura especial.

A Beam Suntory diz que o incêndio não afetará as vendas ao consumidor, o que leva Fischer a acreditar que o uísque está mais próximo do tempo de dois anos e poderá ser complementado por outros produtos em outros depósitos.

“Se eles não esperam que o incêndio afete as vendas ao consumidor, isso significa que eles serão capazes de compensar o tempo perdido. Se o uísque é tão jovem, isso é lamentável, mas eles podem obter mais barris e recuperar a produção em breve “, explica.

No entanto, a perda não para no produto, diz Fischer. Ele explica que a empresa também terá prejuízo em aproximadamente 13,5 milhões de garrafas de Jim Beam.

“Creio que a Beam estaria produzindo pelo menos entre 250 e 300 garrafas por barril. O custo imediato para elas são os barris e o produto, enquanto no longo prazo, há o que eles esperam fornecer aos consumidores, com retorno do investimento, que seria muito maior”, afirma.

Segundo um porta-voz da empresa que pediu para não ser mencionado pelo nome, a causa do incêndio ainda é desconhecida, embora tenha sido especulado que foi provocado por um raio. A Jim Beam trabalha com as autoridades locais para identificar a causa e remediar os impactos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).