Aplicativo de mensagens japonês lança câmbio de criptomoedas

Getty Images
Nova plataforma do Line pode significar a entrada de milhões de pessoas na cripto economia

Resumo:

  • O aplicativo de mensagens japonês Line lançou nesta semana o Bitmax, sua plataforma de câmbio de criptomoedas;
  • O serviço alcançará mais de 80 milhões de pessoas, o que aumenta a expectativa da cripto economia global, tornando as criptomoedas cada vez mais acessíveis;
  • O Bitmax pode ser considerado um experimento, já que o Line é o primeiro aplicativo de mensagens a fazer isso.

O Line lançou na terça-feira (17) seu novo serviço: o Bitmax. A plataforma permite que os 81 milhões de usuários do aplicativo de mensagens enviem uns aos outros criptomoedas como bitcoin, ethereum, XRP e litecoin.

LEIA MAIS: CEO do Twitter diz que apoia o bitcoin, mas não confia na libra

A diferença do Bitmax para os aplicativos de corretoras de criptomoedas como a Binance e a Coinbase é sua acessibilidade. Todos os usuários do Line que antes talvez nunca tinham ouvido falar sobre bitcoin -muito menos sobre todas as outras criptomoedas que o aplicativo engloba em sua plataforma- agora podem comprar, vender e transferir os bens digitais sem nenhum aplicativo ou software adicional. O Line incorporou tudo no aplicativo já presente no celular de milhões de pessoas no Japão.

Antes, o Line já havia criado o Bitbox, sua própria corretora de moedas, que têm funcionamento independente e não é relacionada ao aplicativo de mensagens. No entanto, a criação do Bitbox não foi muito longe. A corretora não opera nos Estados Unidos ou no Japão, e não conseguiu fechar 2018 na lista das 100 maiores corretoras de criptomoedas do site de estatísticas cripto CoinMarketCap.

Essa é a primeira vez que um aplicativo já amplamente adotado incorpora cripto no seu funcionamento. O Facebook, por exemplo, tem planos para a libra, mas suas atividades cripto ainda não entraram em funcionamento. Por isso, é difícil dizer qual será o resultado do Bitmax.

Além do Line, que não tem muitos usuários fora do Japão, outro aplicativo com planos de entrada no mundo cripto de acordo com o site de notícias Yahoo Finance é o Telegram. A entrada do Telegram pode significar ainda mais para a cripto economia global, já que em 2018 a empresa reportou a marca dos 200 milhões de usuários. O Telegram pode lançar sua própria criptomoeda, o Gram, em seu próprio ecossistema.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).