Receita do Twitter fica abaixo do esperado com publicidade mais fraca

Empresa enfrentou problemas de publicidade, incluindo bugs de produtos

O Twitter divulgou hoje (24) receita e lucro abaixo do esperado no terceiro trimestre, atribuídos pela empresa a problemas de publicidade, incluindo bugs de produtos e demanda excepcionalmente baixa durante o verão norte-americano.

LEIA MAIS: O potencial do Twitter para engajamentos das marcas

A receita do Twitter aumentou 9% em relação ao ano anterior, para US$ 824 milhões, frustrando expectativas de Wall Street de US$ 874 milhões, conforme dados do IBES da Refinitiv. A receita total de publicidade foi de US$ 702 milhões, um aumento de 8% ano a ano.

O lucro líquido do terceiro trimestre foi de US$ 37 milhões, ou US$ 0,05 por ação. No mesmo período do ano passado, a empresa reportou lucro líquido de US$ 789 milhões ou US$ 106 milhões quando ajustado para excluir determinados itens.

Os analistas esperavam lucro líquido de US$ 161,5 milhões.

O Twitter previa que o crescimento da receita no terceiro trimestre ficaria abaixo dos dois primeiros trimestres, em parte devido ao término de alguns formatos de anúncio mais antigos. Mas também encontrou problemas inesperados, como erros que afetaram sua capacidade de segmentar anúncios e compartilhar dados com anunciantes parceiros, e menos eventos grandes em comparação ao verão anterior.

VEJA TAMBÉM: CEO do Twitter diz que apoia o bitcoin, mas não confia na libra

Para o quarto trimestre, o Twitter espera uma receita total entre US$ 940 milhões e US$ 1,01 bilhão. Wall Street espera, em média, US$ 1,06 bilhão.

No entanto, a plataforma de mídia social registrou um aumento nos usuários diários que veem anúncios no site, superando as estimativas dos analistas.

O Twitter parou de divulgar sua contagem mensal de usuários ativos, reportando como alternativa o mDAU, uma métrica criada para medir usuários expostos diariamente à publicidade no site ou aplicativos do Twitter que são capazes de exibir anúncios.

O presidente-executivo da empresa, Jack Dorsey, disse que o crescimento do uso ativo diário monetizável (mDAU) foi impulsionado por melhorias no produto, incluindo a facilidade de navegação no site e a identificação proativa de conteúdo abusivo para remoção.

O mDAU médio da empresa atingiu 145 milhões, superando as expectativas dos analistas de 141 milhões, de acordo com dados do IBES da Refinitiv. Essa métrica alternativa aumentou 17% ano a ano.
As despesas operacionais totais, incluindo o custo da receita, aumentaram 17% ano a ano, para US$ 780 milhões, em parte devido aos planos de contratar mais funcionários.

A empresa espera que o lucro operacional do quarto trimestre fique entre US$ 130 milhões e US$ 170 milhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).