Norte e Nordeste são os melhores lugares para fintechs

Getty Images
Pesquisa do Google mostra que moradores da região são mais propensos a usar serviços financeiros de startups

Resumo:

  • Jovens entre 18 e 24 anos representam 25% dos entrevistados que se sentem confortáveis em adotar serviços das fintechs;
  • As regiões Norte e Nordeste do país são as que mais trocariam os bancos tradicionais pelos serviços financeiros de startups;
  • A indicação de amigos é a principal fonte de recomendação dos serviços digitais.

O Google divulgou hoje (5) uma pesquisa sobre adoção de fintechs pelo público consumidor. Ao todo, 500 pessoas foram entrevistadas pelo Google Survey, no Brasil todo. Segundo as informações, a região Nordeste é a mais adepta aos serviços de startups financeiras. Entre os entrevistados, 22% afirmaram que trocariam um banco tradicional por uma fintech.

LEIA MAIS: Conheça a Stripe, fintech de pagamentos avaliada em US$ 35 bilhões

Na região Norte, o número é de 21%, seguido por Sudeste (16%), Centro-Oeste (15%) e Sul (10%). Em média, 16,5% dos brasileiros disseram que usariam serviços de fintechs, enquanto 40% afirmaram não ter certeza.

Os jovens são os mais propensos a adotar as startups. Os entrevistados entre 18 e 24 anos correspondem a 25% do público que afirma que usaria os serviços. Enquanto os entrevistados acima dos 25 somam 15%.

A satisfação com os serviços bancários tradicionais (40,3%) é um dos motivos que retém usuários. Para entender a dificuldade na adoção das plataformas, o Google levantou os motivos das inseguranças. Segundo a pesquisa, os principais impeditivos são a falta de conhecimento das fintechs do ramo (18,7%), não entender como funciona (22,4%), a falta de confiança nas startups (14,8%) e ofertas menos produtivas (3,4%).

Para medir outros potenciais para fintechs, o Google também mediu o grau de satisfação no Brasil com as instituições financeiras. Quem usa bancos é menos satisfeito que os clientes de startups, sendo 55% e 78%, respectivamente. Comparado a 2018, os números são maiores, 42% e 71%.

Mais de 60% dos entrevistados disseram utilizar mais de uma instituição financeira. Do total, 41% são clientes de banco convencionais; 18,3%, de startups; e 40% usam as duas formas de administração.

VEJA TAMBÉM: Carrefour Brasil compra 49% de fintech Ewally

Um dos fatores que motiva a transição para as startups é a indicação de amigos (32,7%), seguido por sites especializados (31%), pesquisa no próprio Google (28%), videos (19%), influenciadores (18%) e redes sociais (15%).

Outros dados apresentados no evento mostraram que, nos últimos 12 meses, a busca por “investimento” e “conta corrente” aumentaram 85% e 41%, respectivamente. Em 2018, também houve um aumento no interesse de saber, em relação ao ano anterior, “qual é a melhor maquininha de cartão” (84%), “qual é o melhor banco digital” (285%) e “qual é o melhor fundo de investimento” (84%).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).