5 segredos acessíveis de Bill Gates para alcançar a felicidade

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Poder contar com si mesmo, sentir-se bem com seu corpo e emocionalmente, assim como priorizar aqueles que ama são alguns dos segredos de Bill Gates para a felicidade

É loucura, mas às vezes os leitores da Forbes dispensam a sabedoria de um coach. Eles tendem a prestar mais atenção nas lições entregues pela vivência dos bilionários. O problema é que a maioria desses coaches não é muito rica, e a maior parte dos bilionários não é tremendamente feliz.

Então você pode imaginar minha satisfação quando, em seu mais recente “Ask Me Anything” promovido pelo Reddit, Bill Gates, o segundo homem mais rico do mundo, foi questionado sobre dois assuntos muito pessoais. “Você está feliz?” e “Em meio a tudo isso, o que te faz feliz?” Suas respostas não foram apenas sábias, mas surpreendentemente acessíveis.

VEJA MAIS: Os 5 segredos da felicidade de Bill Gates

Como coach de vida, eu não acredito na ideia de felicidade. Preferiria que ele tivesse sido questionado sobre equilíbrio, satisfação ou gratidão. Ainda assim, para a primeira pergunta, Bill Gates, 63 anos, respondeu: “Sim! Quando eu estava nos meus 30 anos, não achava que as pessoas na faixa dos 60 eram muito inteligentes ou tinham muita diversão. Agora, eu tive uma contra-revelação. Me pergunte o mesmo em 20 anos e eu vou dizer o quão inteligentes são aqueles de 80 anos”.

Para a segunda pergunta, Gates disse que “alguns recentemente disseram que quando seus filhos estão bem realmente se sente algo muito especial, e como um pai, eu concordo completamente”.

“Às vezes, seguir os compromissos consigo mesmo, como fazer mais exercícios físicos, também melhora a sua felicidade.”

Ao contrário de mim, Gates – até onde sei – não é um coach profissional. No entanto, como não sou bilionário, pensei que seria ótimo se os dois combinássemos nossa experiência.

Eu sei que você provavelmente está pensando: “Isso tudo está muito bem, mas algumas centenas de milhões de dólares com certeza me ajudariam a me sentir mais feliz”. Talvez. Mas como as respostas de Gates sugerem, quando é possível contar com si mesmo, e você se sente bem com seu corpo e emocionalmente, e prioriza aqueles que ama, é perfeitamente cabível que acabe se sentindo muito mais realizado do que um bilionário sem condicionamento físico, egoísta e solitário.

Veja na galeria a seguir os 5 segredos de Bill Gates para a felicidade, universalizados de maneira relativa por mim.

  • 1. Abandone o seu eu de 20 anos e fale com o seu eu futuro

    Não existe uma maneira mais assertiva de adquirir uma nova perspectiva em qualquer problema espinhoso do que falar consigo mesmo em 20 anos. O seu futuro eu é muito sábio. Ele sabe o que trará a paz, a facilidade e a alegria. Como Bill Gates admite, a maioria de nós, aos 40, 60, ou mesmo 80 anos, mantém-se em diálogo com nosso eu de 20 anos. Este não é um diálogo de afirmação de vida, porque aos 50, seu eu de 20 anos vai achá-lovelho e ultrapassado. Já o de 70 anos, por outro lado, dirá a sua pessoa de 50, corretamente, que você nunca será tão jovem, poderoso, vital ou terá um ótimo condicionamento físico. Você em 20 anos é sábio, pois sabe que não deve sofrer por pequenas coisas

    Quando tiver 15 minutos tranquilos e estiver sozinho, faça essa fácil visualização do futuro. Uma palavra de conselho: Se você está em uma idade em que não sente, realisticamente, que estará vivo daqui a 20 anos, mas ainda assim quer acessar uma sabedoria que o iluda, tente imaginar que está falando a si mesmo de um lugar para além da sepultura. O que o seu eu morto diria para você fazer ou dizer agora mesmo?

    Getty Images /Morsa Image
  • 2. Siga por meio de seus compromissos

    Nada lhe dá um sentido maior de seu poder do que quando você faz o que se comprometeu a fazer. Os coaches de empoderamento chamam isso de “manifestar”. Gates provavelmente chama isso de “fazer as coisas acontecerem com propósito” ou “cumprir a sua palavra”.

    Nenhum de nós está no controle de todos os resultados, mas cada um pode controlar absolutamente o que disse que faria. E isso faz com que nos sintamos poderosamente vivos.

    Para cumprir a sua palavra, pode ser necessário reduzir tudo aquilo a que se compromete, mas se não seguir seus compromissos, não só os outros vão parar de confiar no que diz, mas você também vai parar de acreditar em si mesmo. E quão alegre é uma vida em que não se pode contar consigo mesmo?

    Getty Images /Prostock Studio
  • 3. Dê aos outros

    Gates não incluiu isso no que disse, mas a doação de caridade é uma parte importante de quem ele é, então seria errado deixar isso de fora. Em 31 de dezembro de 2017, a Fundação Bill & Melinda Gates criou um endowment de US$ 50,7 bilhões. Doar nos faz sentir bem, é benéfico para a nossa saúde e evoca gratidão. Lembre-se: “não é a felicidade que nos faz gratos, mas a gratidão que nos faz felizes”, de acordo com o monge palestrante do TED, David Steindl-Rast.

    Getty Images /Jose Luis PelaezInc
  • 4. Faça mais exercícios

    Como tenista, Gates sabe em primeira mão que o exercício físico é benéfico para melhorar seu humor. E já foi comprovado que esta atividade combate a depressão crônica de modo a aumentar a serotonina, o que ajuda o cérebro a regular o humor, o sono e o apetite. Praticar exercícios aumenta o nível de suas endorfinas, que são elevadores naturais de humor. Esta prática também limita o efeito do estresse no cérebro e ajuda a colocar os padrões de sono de volta ao normal. O exercício proporciona uma atividade focada que pode ajudá-lo a sentir uma sensação de realização.

    Getty Images / Hinterhaus Productions
  • 5. Coloque o amor primeiro

    A observação de Gates de que “quando seus filhos estão indo bem é algo realmente muito especial”, faz todo o sentido. Um dos cinco maiores e mais comuns arrependimentos do moribundo é de não passar mais tempo com as pessoas que ama, juntamente ao pesar mais comum entre os homens de não ter passado tanto tempo no escritório e, de repente, o “equilíbrio da vida de trabalho” assume toda uma nova urgência.

    Getty Images /Thomas Barwick

1. Abandone o seu eu de 20 anos e fale com o seu eu futuro

Não existe uma maneira mais assertiva de adquirir uma nova perspectiva em qualquer problema espinhoso do que falar consigo mesmo em 20 anos. O seu futuro eu é muito sábio. Ele sabe o que trará a paz, a facilidade e a alegria. Como Bill Gates admite, a maioria de nós, aos 40, 60, ou mesmo 80 anos, mantém-se em diálogo com nosso eu de 20 anos. Este não é um diálogo de afirmação de vida, porque aos 50, seu eu de 20 anos vai achá-lovelho e ultrapassado. Já o de 70 anos, por outro lado, dirá a sua pessoa de 50, corretamente, que você nunca será tão jovem, poderoso, vital ou terá um ótimo condicionamento físico. Você em 20 anos é sábio, pois sabe que não deve sofrer por pequenas coisas

Quando tiver 15 minutos tranquilos e estiver sozinho, faça essa fácil visualização do futuro. Uma palavra de conselho: Se você está em uma idade em que não sente, realisticamente, que estará vivo daqui a 20 anos, mas ainda assim quer acessar uma sabedoria que o iluda, tente imaginar que está falando a si mesmo de um lugar para além da sepultura. O que o seu eu morto diria para você fazer ou dizer agora mesmo?

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).