Dez momentos inesquecíveis de bilionários na década

ReproduçãoForbes
Relembre as maiores manchetes protagonizadas pelos bilionários nos últimos dez anos

Na última década, a lista de bilionários da Forbes aumentou de 1.011 membros para 2.100, coletivamente avaliados em US$ 8,7 trilhões. 

Esse grupo de elite está sempre mudando –247 bilionários caíram do ranking somente no ano passado, substituídos por 195 recém-chegados–, mas alguns deixaram sua marca.

VEJA MAIS: Mulheres Mais Poderosas do Mundo: a definição de uma nova década

De Jack Ma, do Alibaba, a Silvio Berlusconi, na Itália, esses bilionários conquistaram manchetes nos anos 2010, para melhor ou para pior.

Veja na galeria a seguir alguns dos maiores marcos:

  • A morte de Steve Jobs

    Em outubro de 2011, Jobs morreu aos 56 anos, após uma batalha de sete anos contra um câncer de pâncreas. Ele havia deixado o cargo de CEO da Apple dois meses antes, entregando as rédeas ao então diretor de operações, Tim Cook.

    Jobs lançou a empresa com o amigo do ensino médio Stephen Wozniak em uma garagem do Vale do Silício em 1976. Ele saiu em 1985, mas voltou em 1997 e passou os anos seguintes revitalizando a empresa, primeiro lançando o iPod em 2001 e depois o iPhone em 2007 –e ganhando a reputação de um visionário em tecnologia. Quando morreu, a capitalização de mercado da Apple ultrapassava US$ 350 bilhões.

    Jobs deixou suas três filhas, um filho e sua esposa, Laurene Powell-Jobs. Sua viúva é agora a 42ª pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio líquido de US 23,8 bilhões, tendo herdado de Jobs ações da Apple e da Disney.

  • A renúncia de Silvio Berlusconi como primeiro-ministro

    Três vezes primeiro-ministro, o italiano Silvio Berlusconi renunciou em novembro de 2011 após perder o controle do parlamento. Ele prometeu sair após a aprovação de medidas de austeridade, destinadas a combater a crise da dívida da Itália.

    Berlusconi foi eleito primeiro-ministro em 1994, seis anos depois de entrar para a lista dos bilionários da Forbes, em grande parte graças ao seu grupo de mídia Fininvest, que inclui a Mediaset, a maior emissora comercial da Itália.

    Em 2011, seu patrimônio líquido havia atingido US$ 6 bilhões, menos da metade do pico de US$ 12,8 bilhões em 2000, quando Berlusconi enfrentou julgamentos por fraude fiscal, corrupção e pagamento de sexo com um menor. Mais tarde, ele foi considerado culpado das três acusações, embora posteriormente tenha sido absolvido em recurso no caso de prostituição.

  • Elon Musk se torna bilionário

    Musk estreou na lista de bilionários da Forbes com um patrimônio líquido de US$ 2 bilhões em 2012, após um salto no preço das ações de sua empresa de carros elétricos, Tesla Motors, que abriu capital em 2010. A Tesla lançou seu primeiro SUV, o Model X, em fevereiro de 2012. Sua participação de 29% na Tesla valia mais de US$ 1 bilhão. O resto de sua fortuna vinha da empresa de painéis solares SolarCity e da companhia de equipamento aeroespacial SpaceX, que está construindo foguetes reutilizáveis.

    “Se você voltar algumas centenas de anos, o que damos como certo hoje parece mágica –poder conversar com pessoas a longas distâncias, transmitir imagens, voar, acessar grandes quantidades de dados como um oráculo. Essas são todas as coisas que teriam sido consideradas mágicas algumas centenas de anos atrás”, disse Musk à Forbes em 2012. “Então, engenharia é, para todos os efeitos, mágica e quem não gostaria de ser um mágico?”

  • Chip Wilson renuncia à presidência da Lululemon

    Em março de 2013, a Lululemon fez um recall de milhares de calças de ioga que os consumidores reclamaram eram muito finas. Naquele mês de novembro, a gigante de roupas esportivas de última geração foi confrontada com novas preocupações de que as calças estavam encalhando. O fundador da Lululemon, Chip Wilson, não aceitou as críticas com entusiasmo, culpando os clientes. “Francamente, o corpo de algumas mulheres simplesmente não funciona”, disse ele durante uma entrevista à TV Bloomberg. “É realmente sobre o atrito entre as coxas, quanta pressão existe ao longo de um período de tempo, quanto elas a usam”.

    Muitos clientes ficaram ofendidos com as observações de Wilson e insatisfeitos com o pedido de desculpas subsequente. Uma petição online pedindo que a Lululemon fizesse calças para uma variedade maior de tamanhos de corpos obteve quase 20 mil assinaturas. Em dezembro de 2013, menos de um mês após a entrevista desastrosa, ele renunciou ao cargo de presidente.

    Desde então, Wilson tentou e falhou em destituir dois diretores do conselho da empresa e, em 2018, divulgou segredos da empresa. Ainda assim, Wilson, cuja fortuna vale US$ 4,6 bilhões, continua sendo o maior acionista individual da Lululemon.

  • Jack Ma se torna o homem mais rico da China depois do IPO recordista da Alibaba

    Ma se tornou o homem mais rico da China em setembro de 2014, depois de abrir o capital comercial do Alibaba na Bolsa de Valores de Nova York em uma oferta pública inicial de ações de US$ 25 bilhões, a maior da história global até então. Seu patrimônio líquido mais que dobrou, para US$ 22,7 bilhões, colocando-o à frente do bilionário Baidu Robin Li e do fundador da Tencent Ma Huateng (também conhecido como Pony Ma).

    Nos cinco anos seguintes, o preço das ações da Alibaba mais que duplicou. Em 11 de novembro, conhecido na China como “Dia dos Solteiros”, as vendas em marketplaces do Alibaba, como Taobao e Tmall, chegaram a US$ 38 bilhões. Ma, que agora vale US$ 42,9 bilhões, recentemente deixou o cargo de presidente-executivo.

  • Elizabeth Holmes, fundadora da Theranos, perde tudo

    Dois anos depois que a Theranos, de Elizabeth Holmes, obteve uma avaliação de US$ 9 bilhões com as promessas ousadas de revolucionar os exames de sangue, a Forbes reduziu sua estimativa de patrimônio líquido de US$ 4,5 bilhões para zero em junho de 2016. A empresa da ex-aluna de Stanford, que obteve aportes de US$ 700 milhões de investidores como Rupert Murdoch, Carlos Slim e Robert Kraft, foi atingida com alegações de que usava máquinas de outras companhias e que seus próprios testes eram imprecisos.

    O castelo de cartas entrou em colapso após investigações de FDA, SEC e de outras agências federais, e a Theranos encerrou suas operações em setembro de 2018, após a inadimplência de seus empréstimos. Não havia dinheiro para pagar seus acionistas. Holmes vai a julgamento por conspiração e fraude criminosa no ano que vem.

  • Donald Trump se torna o primeiro presidente bilionário dos EUA

    Após uma eleição que chocou o mundo, Donald Trump se tornou o primeiro presidente bilionário da América em janeiro de 2017. A fortuna de Trump, composta em grande parte por imóveis de Manhattan, foi estimada em US$ 3,7 bilhões na época e, desde então, caiu em valor para US$ 3,1 bilhões.

    Seus negócios de branding e licenciamento imobiliário caíram, mas suas participações em duas torres comerciais –uma na cidade de Nova York e outra em San Francisco– dispararam em valor. Seus filhos, Eric e Don Jr., venderam mais de US$ 100 milhões do portfólio imobiliário de Trump em seu nome desde a posse.

    Em meados de dezembro, Trump se tornou o terceiro presidente a sofrer impeachment quando a Câmara dos Deputados o acusou de abuso de poder e obstrução do Congresso.

  • Bilionário canadense Barry Sherman e sua esposa, Honey, são encontrados mortos

    O fundador e presidente da empresa farmacêutica genérica Apotex e sua esposa foram descobertos no porão de sua mansão em Toronto em dezembro de 2017. Barry, 75, e Honey, 70, foram encontrados com um cinto de couro amarrado ao pescoço, pendurados em trilhos de aço perto da piscina. A Forbes estimava a fortuna de Barry em US$ 3 bilhões no momento de sua morte.

    Dois anos depois, a polícia local ainda está investigando o duplo homicídio depois de falar com mais de 240 testemunhas. A investigação particular da família Sherman terminou recentemente sem encontrar um culpado, mas eles ainda estão oferecendo uma recompensa de US$ 10 milhões por informações que levem à prisão e condenação do assassino ou assassinos.

  • O fundador da Amazon Jeff Bezos se torna o homem mais rico do mundo

    O fundador e CEO da Amazon teve um ótimo 2018. Sua fortuna disparou em US$ 78,5 bilhões em um único ano, para US$ 160 bilhões, com o preço das ações da Amazon dobrando. Assim, ele ultrapassou Bill Gates para se tornar a pessoa mais rica do mundo. No ano anterior, ele liderou brevemente a lista por menos de quatro horas.

    “Existem diferentes negócios onde o mercado é limitado”, disse Bezos à Forbes. “Mas simplesmente não temos esse problema.”

    Em janeiro de 2019, Bezos e sua então esposa, MacKenzie, anunciaram o divórcio, que foi finalizado em julho. MacKenzie obteve 25% das ações de Jeff na Amazon, fazendo dela a 27ª pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio líquido de US$ 35,2 bilhões. Enquanto isso, Jeff continua sendo a pessoa mais rica do mundo, com US$ 111,1 bilhões.

  • O status de bilionária de Kylie Jenner é confirmado depois da venda de 60% de seu império de beleza para a Coty

    A Forbes anunciou Kylie Jenner, então com 21 anos, como a bilionária mais jovem do mundo –um título anteriormente detido por Mark Zuckerberg e, antes disso, Bill Gates– em março de 2019. Em novembro, Kylie vendeu 51% de participação em suas marcas de beleza –Kylie Cosmetics e Kylie Skin– para a empresa de cosméticos e perfumaria Coty por US$ 600 milhões. O acordo avaliou os negócios de Jenner em quase US$ 1,2 bilhão, confirmando seu status de bilionária.

    “Eu não esperava nada. Eu não previ o futuro”, disse ela à Forbes de se tornar bilionária. “Mas [o reconhecimento] parece muito bom. É um bom tapinha nas costas.”

A morte de Steve Jobs

Em outubro de 2011, Jobs morreu aos 56 anos, após uma batalha de sete anos contra um câncer de pâncreas. Ele havia deixado o cargo de CEO da Apple dois meses antes, entregando as rédeas ao então diretor de operações, Tim Cook.

Jobs lançou a empresa com o amigo do ensino médio Stephen Wozniak em uma garagem do Vale do Silício em 1976. Ele saiu em 1985, mas voltou em 1997 e passou os anos seguintes revitalizando a empresa, primeiro lançando o iPod em 2001 e depois o iPhone em 2007 –e ganhando a reputação de um visionário em tecnologia. Quando morreu, a capitalização de mercado da Apple ultrapassava US$ 350 bilhões.

Jobs deixou suas três filhas, um filho e sua esposa, Laurene Powell-Jobs. Sua viúva é agora a 42ª pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio líquido de US 23,8 bilhões, tendo herdado de Jobs ações da Apple e da Disney.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).