Vendas da GoPro sobem 120% na Black Friday e Cyber Monday

Michael Bezjian/Getty Images
As vendas das novas câmeras Hero8 e Max bateram recordes de vendas para produtos da GoPro

Resumo:

  • Novas câmeras da GoPro batem recorde de vendas na Black Friday e Cyber Monday deste ano;
  • Após o anúncio, ações da empresa subiram 5%;
  • De acordo com o CEO da GoPro, essa alta nas vendas deve ajudar a empresa a longo prazo.

Comparadas às do ano passado, as vendas da GoPro tiveram uma alta de 120%. Esse número inclui transações presenciais e online, e a Hero8, câmera lançada pela empresa em outubro deste ano, foi responsável por mas de 90% dessas vendas. Hoje (4), após esse anúncio, as ações da empresa subiram 5%.

LEIA MAIS: GoPro lança duas novas câmeras mirando vendas de final de ano

As vendas subiram em 20% por vendedores exclusivamente europeus, e 30% em lojas presentes apenas nos Estados Unidos. A resposta do CEO da GoPro Nick Woodman foi extremamente positiva. “Nós arrasamos. Estamos muito felizes com como nossos produtos continuaram vendendo bem até o feriado.”

“Acreditamos que essa alta demanda que estamos tendo nos posiciona para uma boa margem de lucro no fim do ano de 2019, e continuará rendendo e nos ajudando a crescer em 2020”, o CEO completou, no anúncio feito pela assessoria da empresa ontem (3).

No relatório do último semestre, a GoPro afirmou que suas câmeras novas estavam batendo recordes de vendas pelo site da empresa. Em outubro, a empresa lançou a GoPro Max e a GoPro Hero8, ambas superando as vendas de seus modelos antigos. Além delas, outros aplicativos da GoPro também foram lançados nesse período.

Na terça-feira (3), a empresa fechou a um valor de mercado de US$ 601,2 milhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).