Bob Iger renuncia como CEO da Disney

ReproduçãoForbes
Iger atuou como CEO da Disney desde 2005

Bob Iger, que liderou a Disney em sua era mais próspera, deixou o cargo de CEO. A decisão repentina foi anunciada pela empresa após o fechamento do mercado ontem (25). Ele será substituído por Bob Chapek, presidente de parques, experiências e produtos, que começará imediatamente.

Iger, que atuou como CEO da Disney desde 2005, supervisionou a aquisição de rivais como Pixar (2006), Lucasfilm (2012) e 21st Century Fox (2019).

O anúncio chegou um ano antes do previsto, já que Iger havia dito anteriormente que deixaria o cargo em 2021. Em uma ligação com investidores, ele explicou que decidiu fazer a transição agora para que Chapek se familiarizasse com as operações diárias da empresa.

Ele permanecerá como presidente executivo até o final de seu contrato em 31 de dezembro de 2021, e Chapek continuará a se reportar a ele até que sua transição se concretize.

LEIA TAMBÉM: SAC mágico: 5 lições da Disney para acertar no atendimento ao cliente

Antes do anúncio, havia especulações de que Kevin Mayer, presidente do direito do consumidor, que supervisionou o lançamento bem-sucedido da Disney+, poderia ser o sucessor de Iger.

Bob Chapek não é recém-chegado. Ele está na Disney desde 1993, liderando a distribuição de filmes e a estratégia infame (e lucrativa) da empresa de manter filmes clássicos como “Cinderela” e “O Rei Leão” periodicamente trancados no “cofre da Disney”.

Quando Iger assumiu o cargo de CEO em 2005, a Disney tinha um valor de mercado inferior a US$ 49 bilhões. A empresa, que lançou com sucesso serviços de streaming como Hulu e ESPN+, agora vale quase cinco vezes esse valor.

“Com o lançamento bem-sucedido dos negócios direto-ao-consumidor da Disney e a integração da Twenty-First Century Fox em andamento, acredito que este é o momento ideal para fazer a transição para um novo CEO”, disse Iger.

A resposta imediata do mercado foi um pouco diferente. As ações da Disney caíram mais de 2% nas negociações fora do horário comercial.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).