Spotify tem alta maior que a esperada na base de assinantes

A receita aumentou para € 1,86 bilhão, ante € 1,50 bilhão no ano anterior

O Spotify divulgou hoje (5) um aumento acima do esperado de 29% na base de assinantes pagos no quarto trimestre, conforme o serviço de streaming de música apostou em promoções para combater a concorrência da Apple e da Amazon.

Os assinantes premium, que representam quase 90% da receita da empresa, somaram 124 milhões nos três meses terminados em 31 de dezembro. Analistas esperavam, em média, 122 milhões, de acordo com o FactSet.

LEIA MAIS: Spotify divulga dados sobre músicas e artistas mais ouvidos da década

A empresa também prevê que o número de assinantes no primeiro trimestre fique em linha com as estimativas, ficando na faixa de 126 a 131 milhões no período, em comparação com a estimativa de 128 milhões, de acordo com a FactSet Estimates.

O Spotify tem uma grande vantagem sobre seus dois principais rivais – a Apple Music tinha mais de 60 milhões de assinantes em junho e a Amazon tinha mais de 55 milhões em todo o mundo.

O Spotify, que proibiu anúncios políticos antes das eleições presidenciais nos Estados Unidos, também viu seus podcasts como “The Joe Budden Podcast” e “My Favorite Murder” ganharem seguidores leais, ao mesmo tempo em que ganhavam dinheiro com anúncios.

O Spotify lançou várias campanhas promocionais no trimestre, incluindo uma com a oferta de três meses gratuitos para novos usuários e uma promoção para ex-clientes que voltem a assinar a plataforma.

A receita aumentou para € 1,86 bilhão, ante € 1,50 bilhão no ano anterior. Os analistas esperavam receita de € 1,89 bilhão, segundo dados da Refinitiv.

A companhia também prevê receita do primeiro trimestre muito abaixo das estimativas. O Spotify espera receita total entre € 1,71 bilhão e € 1,91 bilhão no primeiro trimestre. Analistas esperavam receita de € 1,90 bilhão.

VEJA TAMBÉM: Spotify tem resultado acima do esperado com alta em número de assinantes

A empresa registrou prejuízo atribuível aos acionistas de € 1,14 por ação no quarto trimestre.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).