Coachella é adiado por causa do coronavírus

ReproduçãoForbes
ReproduçãoForbes

Mais de 18.000 pessoas assinaram uma petição do Change.org pedindo o cancelamento do evento

Os organizadores do Coachella anunciaram hoje (10) o adiamento do festival de música, segundo relatos da “Variety” e do “TMZ”. O evento em Indio, na Califórnia, estava originalmente agendado para os fins de semana de 10 a 12 de abril e de 17 a 19 de abril. As novas datas são de 9 a 11 de outubro e de 16 a 18 do mesmo mês.

O Coachella se junta a centenas de eventos em todo o mundo – incluindo outros festivais de música como o Ultra, de Miami, e o Tomorrowland, dos Alpes franceses – que foram cancelados, adiados ou transformados em versões apenas digitais. De acordo com o recém-lançado C19 Cancellation Tracker da Forbes, desde o início de fevereiro mais de 6,4 milhões de participantes em todo o mundo tiveram seus planos alterados pelo coronavírus, que já matou mais de 4.000 pessoas.

VEJA MAIS: CVM orienta empresas a informarem impactos do coronavírus

O “New York Times” já relatou 167 casos de coronavírus na Califórnia, com duas mortes. Mais de 18.000 pessoas assinaram uma petição do Change.org pedindo o cancelamento do evento. Segundo os participantes, “proteger a nós mesmos e aos moradores da Califórnia é a coisa certa a se fazer, antes que seja tarde demais”.

Os artistas principais do show, Rage Against The Machine, Travis Scott e Frank Ocean, já estão confirmados para as novas datas. O Coachella ainda não divulgou uma declaração oficial.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).