Lucro da Sabesp recua no 4º trimestre, mas fica acima do esperado

Resultado sofreu queda de quase 30% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:

A Sabesp teve lucro líquido de R$ 1,057 bilhão no quarto trimestre de 2019

Acessibilidade


A Sabesp teve lucro líquido de R$ 1,057 bilhão no quarto trimestre de 2019, queda de quase 30% em relação ao mesmo período do ano anterior, mas acima das expectativas de analistas, de acordo com dados disponíveis na Comissão de Valores Mobiliários na madrugada de hoje (27).

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia de saneamento básico do Estado de São Paulo recuou 25,8%, para R$ 1,725 bilhão, mas também foi melhor do que o previsto. A margem Ebitda ajustado caiu para 36,7%, de 47,4% um ano antes.

LEIA MAIS: Lucro da Sabesp mais que dobra no 3º tri

Nos mercados, as expectativas apontavam lucro de R$ 790,3 milhões e Ebitda de R$ 1,549 bilhão, de acordo com média de projeções compiladas pela Refinitiv.

O volume faturado de água e esgoto no último trimestre do ano passado alcançou 992,9 milhões de metros cúbicos, crescimento de 4,5% em relação ao mesmo período de 2018, com alta tanto nos clientes de varejo como no atacado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A receita operacional líquida, contudo, recuou 4,2%, para R$ 4,697 bilhões.

A Sabesp disse que, em 2019, o investimento realizado foi de R$ 5,1 bilhões, sendo R$ 2,5 bilhões em água e R$ 2,6 bilhões em esgoto. Desse total, R$ 2,1 bilhões são investimentos que não afetaram o caixa, disse a companhia.

Para o período de 2020 a 2024, a empresa disse que planeja investir diretamente cerca de R$ 20,2 bilhões, sendo R$ 8,1 bilhões em água e R$ 12,1 bilhões em coleta e tratamento de esgoto.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: