Novo exame de coronavírus da Roche recebe aprovação de emergência nos EUA

Medida visa a aumentar a capacidade de triagem para ajudar a conter a crescente pandemia

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Reuters
Reuters

O país aprovou testes com defeitos em fevereiro e agora toma cuidados extras

Acessibilidade


A Food and Drug Administration dos Estados Unidos (FDA) emitiu uma autorização de emergência para um teste mais rápido para detectar o coronavírus feito pela Roche, uma medida que visa a aumentar a capacidade de triagem para ajudar a conter a crescente pandemia.

Os novos testes fornecem resultados em três horas e meia e podem produzir até 4.128 diagnósticos diariamente, disse a empresa hoje (13).

LEIA MAIS: Tudo sobre o coronavírus

A Autorização de Uso de Emergência da FDA libera os exames a serem implantados nos Estados Unidos e nos mercados que aceitam a marca CE, que mostra que o teste está em conformidade com os padrões europeus.

Os testes nos EUA foram prejudicados por kits defeituosos distribuídos pelo governo federal em fevereiro, o que levou a alguns resultados falsos. Isso prejudicou o país nas medidas para conter um surto que infectou mais de 122 mil pessoas em todo o mundo e mais de 1.660 nos Estados Unidos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Roche disse que “está indo ao limite de capacidade de produção” para entregar o maior número possível do novo teste.

“O vírus está infectando pessoas de maneira exponencial. Sabíamos que tínhamos que usar sistemas de alto desempenho”, disse Thomas Schinecker, chefe da Roche Diagnostics, em entrevista.

“Isso ajudará a isolar os pacientes infectados, para que se possa manter os outros saudáveis.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Compartilhe esta publicação: