Steven Seagal pagará multa de mais de US$ 300 mil por promoção indevida de criptomoeda

Brett Costello / Newspix / Getty Images
Brett Costello / Newspix / Getty Images

Steven Seagal, na foto acima, não poderá participar de propagandas de ativos financeiros por três anos além de pagar multa de mais de US$ 300 mil

O ator e lutador marcial Steven Seagal, famoso por seus papéis em filmes de ação nas décadas de 1980 e 1990, concordou em pagar uma multa à SEC, a comissão de valores e exchanges norte-americana, de US$ 314 mil por não divulgar que foi pago para promover a Bitcoiin2Gen, empresa que lançou a criptomoeda bitcoiin e fez seu ICO em 2017.

Foi prometido a Seagal US$ 250 mil em dinheiro e US$ 750 mil em bitcoiin (não estamos falando do famoso bitcoin) em troca de sua participação como um “embaixador da marca”.

LEIA MAIS: Questionar tudo: esse é o segredo do sucesso no mundo cripto

Esse pagamento em criptomoedas é quase inútil agora, já que o token lançado para concorrer com o bitcoin caiu para quase zero no ano passado, depois de atingir sua máxima de US$ 0,76 em 2017.

De acordo com o “The New York Times”, os posts de Seagal sobre a empresa Bitcoiin2Gen e sobre o bitcoiin continuaram até seis meses após a SEC criar uma lei que exige a discriminação de quanto uma pessoa está sendo paga para realizar propagandas que visam a arrecadação de fundos para um ICO.

Ainda segundo o artigo do “The New York Times” publicado na última semana, o assessor de Seagal afirmou que o ator abandonou o acordo com a Bitcoiin2Gen porque estava desconfiado da integridade da marca cripto.

Além da multa, Seagal também foi banido de promover qualquer tipo de ativo financeiro nos próximos três anos.

Perdas em cripto

O bitcoin afundou mais de 10% nesta semana, pois o mercado de ações teve uma semana desastrosa, desafiando a sabedoria convencional de que é um porto seguro semelhante ao ouro em tempos de turbulência no mercado. Outras grandes criptomoedas como XRP e ether registraram perdas ainda mais pesadas.

Exchange europeia adiciona XRP aos seus ativos

A Luno, uma exchange de criptomoedas com sede em Londres, está adicionando XRP às suas ofertas atuais de bitcoin, ether e bitcoin cash nas próximas duas semanas. A nova oferta decorre de uma pesquisa de um ano com seus três milhões de usuários, perguntando quais outros tokens eles queriam na plataforma. Os resultados da pesquisa que vazaram para a Forbes norte-americana mostraram que o XRP era a melhor escolha, à frente de menores criptomoedas como litecoin e estelar.

Cripto incorporado no imposto de renda dos EUA

Continuando seus esforços para reprimir a evasão fiscal de criptomoedas, o serviço interno de renda norte-americano, que fiscaliza os impostos de renda do país, está convidando executivos e advogados do mundo cripto para uma cúpula em sua sede em Washington amanhã (3). O evento incluirá quatro painéis de 90 minutos sobre atualizações de tecnologia, questões para trocas de criptomoedas, preparação de declarações fiscais e orientação e conformidade regulatórias.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).