Confiança de serviços no Brasil despenca a mínima da série histórica em abril, diz FGV

Leren Lu/Getty Images
Leren Lu/Getty Images

“Os efeitos da pandemia se tornam cada vez mais claros no setor de serviços”, disse em nota Rodolpho Tobler, economista da FGV IBRE

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) do Brasil caiu a seu menor nível da série histórica no mês de abril, em mais uma evidência dos profundos impactos econômicos da pandemia de coronavírus, com a ampla incerteza entre os empresários ofuscando qualquer perspectiva de recuperação no curto prazo.

A Fundação Getulio Vargas (FGV) informou hoje (28) que o ICS recuou 31,7 pontos em abril, para 51,1 pontos, mínima da série histórica iniciada em junho de 2008. No ano de 2020, o índice já acumula queda de 45,1 pontos.

LEIA MAIS: Confiança do comércio em abril cai para o menor patamar já registrado pela FGV

O Índice de Situação Atual (ISA-S), que mede a percepção dos empresários sobre o contexto do momento, caiu pelo quarto mês consecutivo, a 55,5 pontos, menor nível já registrado.

Já o Índice de Expectativas (IE-S) despencou 33,5 pontos, para 47,3 pontos, também tocando uma mínima da série histórica.

“Os efeitos da pandemia se tornam cada vez mais claros no setor de serviços”, disse em nota Rodolpho Tobler, economista da FGV IBRE.

“A percepção dos empresários sobre a situação atual (…)também despencou, juntando-se ao ritmo de piora das expectativas. O cenário para o curto prazo é de elevada incerteza e ainda sem perspectivas de recuperação, dada a fraca demanda e a provável deterioração do mercado de trabalho”, completou.

As medidas de distanciamento social para conter a disseminação do coronavírus forçaram diversas empresas no mundo todo a fecharem suas portas, e a paralisação das atividades deve levar à maior recessão global desde a Grande Depressão. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).