Noruega pode cortar produção de petróleo se grandes produtores fecharem acordo

Preços da commodity perderam dois terços do valor no primeiro trimestre deste ano.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Nick Oxford/Reuters
Nick Oxford/Reuters

País é o maior produtor de petróleo e gás da Europa Ocidental

Acessibilidade


A Noruega, maior produtora de petróleo e gás da Europa Ocidental, disse hoje (04) que consideraria cortar sua produção de petróleo se um acordo global para reduzir o fornecimento for acertado pelos maiores produtores do mundo.

A Opep e seus aliados estão trabalhando em um acordo para um corte na produção de petróleo equivalente a cerca de 10% da oferta mundial, o que eles esperam que seja um esforço global sem precedentes, incluindo os Estados Unidos.

VEJA TAMBÉM: Reunião da Opep+ é adiada, enquanto Arábia Saudita e Rússia discutem sobre petróleo

Washington, no entanto, ainda não assumiu o compromisso de se juntar ao esforço.

Os preços do petróleo perderam dois terços do seu valor no primeiro trimestre do ano, atingidos por uma queda na demanda devido ao coronavírus e depois que a Rússia e a Arábia Saudita não concordaram com mais cortes na produção.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Se um amplo grupo de produtores concordar em reduzir significativamente a produção, a Noruega considerará um corte unilateral se apoiar nossa gestão de recursos e nossa economia”, disse a ministra norueguesa de Petróleo e Energia, Tina Bru, em um email à Reuters.

Ela afirmou que a Noruega estava em diálogo com outros países produtores de petróleo, sem detalhar o tamanho potencial do corte na produção.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: