Novak, da Rússia, prevê acordo da Opep+ totalmente fechado nos próximos dias

Plano prevê redução da produção global de petróleo para sustentar os preços.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Leonhard Foeger/Reuters
Leonhard Foeger/Reuters

Opep+ delineou planos para reduzir a produção em mais de um quinto

Acessibilidade


O ministro da Energia da Rússia, Alexander Novak, disse hoje (12) que espera que o grupo dos principais produtores de petróleo concorde plenamente e assine um acordo para reduzir a produção global de petróleo nos próximos dias, informou a agência de notícias estatal russa RIA.

Novak também disse que levará pelo menos até o final deste ano para a situação do mercado melhorar, segundo a RIA.

VEJA TAMBÉM: G20 concorda em necessidade de estabilidade dos preços do petróleo, diz ministro canadense

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), a Rússia e outros aliados, grupo conhecido como Opep+, delineou planos na quinta-feira para reduzir a produção em mais de um quinto, em um esforço para sustentar os preços atingidos pela crise do coronavírus. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: