Air France precisará reduzir tráfego doméstico em troca de garantias estatais, diz ministra

Rotas seriam atendidas por alternativas na forma de trens de alta velocidade na França.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Stephane Mahe/Reuters
Stephane Mahe/Reuters

A companhia aérea prometeu reduzir as emissões domésticas de CO2 em 50% até 2024

Acessibilidade


A Air France terá que reduzir “drasticamente” seu tráfego aéreo doméstico em troca de garantias de empréstimos estatais, disse hoje (24) a ministra do Meio Ambiente da França, Elisabeth Borne.

As rotas domésticas seriam atendidas por alternativas na forma de trens de alta velocidade, observou ela, em entrevista à rádio “France Inter”.

LEIA MAIS: Air France-KLM tem forte prejuízo no 1º trimestre

No mês passado, o governo ofereceu à companhia aérea um pacote de € 7 bilhões composto por empréstimos bancários garantidos pelo Estado e diretamente pelo Estado.

Em troca das garantias de empréstimo, a companhia aérea prometeu reduzir as emissões domésticas de CO2 em 50% até 2024, acrescentou Borne. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: