Air France precisará reduzir tráfego doméstico em troca de garantias estatais, diz ministra

Stephane Mahe/Reuters
Stephane Mahe/Reuters

A companhia aérea prometeu reduzir as emissões domésticas de CO2 em 50% até 2024

A Air France terá que reduzir “drasticamente” seu tráfego aéreo doméstico em troca de garantias de empréstimos estatais, disse hoje (24) a ministra do Meio Ambiente da França, Elisabeth Borne.

As rotas domésticas seriam atendidas por alternativas na forma de trens de alta velocidade, observou ela, em entrevista à rádio “France Inter”.

LEIA MAIS: Air France-KLM tem forte prejuízo no 1º trimestre

No mês passado, o governo ofereceu à companhia aérea um pacote de € 7 bilhões composto por empréstimos bancários garantidos pelo Estado e diretamente pelo Estado.

Em troca das garantias de empréstimo, a companhia aérea prometeu reduzir as emissões domésticas de CO2 em 50% até 2024, acrescentou Borne. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).