FMI aprova US$ 18 bi para 50 pedidos de ajuda emergencial de pandemia

Reuters
Reuters

O Fundo Monetário Internacional aprovou pedidos de ajuda emergencial pandêmica para 50 de seus 189 membros

O Fundo Monetário Internacional aprovou pedidos de ajuda emergencial pandêmica para 50 de seus 189 membros, em um total de cerca de US$ 18 bilhões em auxílio, e continua a trabalhar rapidamente nos mais de 50 pedidos restantes, disse Gerry Rice, porta-voz do FMI.

A diretoria executiva do FMI está trabalhando com velocidade recorde e avaliará uma solicitação do Egito para financiamento de emergência e acordo de empréstimo em 11 de maio, disse Rice a repórteres durante uma entrevista coletiva online.

LEIA MAIS: BNDES destinará R$ 4 bi para financiar pequenas empresas

“É um FMI trabalhando a uma velocidade sem precedentes, de uma maneira sem precedentes, para enfrentar esse desafio sem precedentes que todos estamos encarando”, disse ele, observando que o Fundo também suspendeu temporariamente os pagamentos das dívidas ao FMI para 25 dos países mais pobres.

Rice não nomeou todos os países que ainda têm pedidos pendentes mas, em resposta a perguntas, disse que a equipe do Fundo está atualmente considerando pedidos do Sri Lanka, África do Sul e Zâmbia.

A ajuda concedida sob o instrumento de financiamento rápido do FMI é realizada sem as condicionalidades habituais, mas o Fundo está trabalhando para garantir a transparência e evitar a corrupção, pedindo a todos os governos beneficiários que se comprometam a melhorar a comunicação de gastos relacionados à crise e realizar auditorias, disse Rice. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).