Gigante dos games, Ubisoft chega a 17 mil funcionários

Divulgação
O Assassin´s Creed é um dos jogos do portfólio da Ubisoft

Fundada na França em 1986 pela família Guillemot, com atuação no Brasil desde 1999, ao abrir um centro de distribuição em São Paulo e uma produtora de jogos em solo brasileiro a partir de 2008, a Ubisoft (empresa de criação, publicação e distribuição de jogos para videogames e serviços de entretenimento interativo) anunciou a marca de 17 mil funcionários em todo mundo, número que a transforma em uma das maiores forças criativas da indústria de games.

Com um faturamento de US$ 2 bilhões, a Ubisoft mira na América Latina como uma das regiões de maior potencial no mercado de games, com crescimento, em média, de 13% ao ano. A região tem mais de 205 milhões de jogadores. Com cerca de 75 milhões de consumidores, o Brasil é o principal mercado de jogos da região e 13º do planeta. A Ubisoft mobiliza profissionais em estúdios e escritórios comerciais em todo o mundo, inclusive no Brasil.

LEIA MAIS: Os 10 gamers mais bem pagos de 2019

Além do desenvolvimento e da publicação de games para as plataformas tradicionais de jogos, a Ubisoft atua em várias frentes de negócios, que vão do desenvolvimento de experiências de escape room em realidade virtual a cinema, serviços de streaming e startups.

O PORTFÓLIO

Na indústria de games, a empresa francesa é responsável pela criação de jogos mundialmente famosos.

  • Assassin´s Creed

    O jogador incorpora o personagem Desmond Miles, que entra em uma máquina capaz de acessar suas memórias ancestrais. A partir daí, começa o embate entre os Assassinos e os Templários, tendo o pano fundo dividido entre fatos históricos e eventos ficcionais.

  • Far Cry

    Em ambientes exóticos como planícies quentes da África e ilhas tropicais paradisíacas, o jogador escolhe em um poderoso arsenal com que arma vai duelar contra os inimigos que cruzarem o seu caminho. O jogo dá a opção de o usuário criar seu próprio mapa e compartilhar com amigos.

  • Just Dance

    Contra a máquina ou contra os amigos, o jogador interage dançando (de verdade!) no ritmo das músicas selecionadas pelo jogo – sempre temas de sucesso naquele ano. Um sensor de movimentos avalia a atuação dos dançarinos. Vence quem fizer a coreografia mais perfeita.

Assassin´s Creed

O jogador incorpora o personagem Desmond Miles, que entra em uma máquina capaz de acessar suas memórias ancestrais. A partir daí, começa o embate entre os Assassinos e os Templários, tendo o pano fundo dividido entre fatos históricos e eventos ficcionais.

Reportagem publicada na edição 75, lançada em março de 2020

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).