Tesla quer retomar produção em fábrica ainda hoje

Reuters
Reuters

Musk disse que a Tesla pretende reiniciar sua fábrica de Fremont hoje à tarde

A Tesla pode reabrir sua única fábrica de automóveis nos Estados Unidos em Fremont, Califórnia, a partir de hoje (8) informou a “Bloomberg”, citando um e-mail da empresa para sua equipe.

A medida ocorre um dia depois que a Califórnia permitiu que fabricantes do estado retomassem as operações, atraindo um entusiasmado “Sim!!” no Twitter do presidente-executivo da Tesla, Elon Musk.

VEJA MAIS: Tesla vai fornecer gratuitamente respiradores pulmonares nos EUA, diz Musk

Musk, que recentemente se tornou pai, tem criticado a paralisação e as ordens de quarentena, chamando-os de “sério risco” para as empresas norte-americanas, até mesmo rotulando-os de “inconstitucionais” e dizendo que tais ordens não se sustentariam perante a Suprema Corte dos EUA.

Musk disse que a Tesla pretende reiniciar sua fábrica de Fremont hoje à tarde, de acordo com reportagem da “Bloomberg”.

Apesar disso, a paralisação no condado de Alameda, onde está localizada a fábrica da Tesla, está programada para durar até o final de maio. Portanto, de acordo com uma ordem do condado, a fábrica de Fremont não pode operar regularmente.

A ordem da Califórnia de ontem (7) não substitui o plano do condado, disse o porta-voz do escritório do xerife da Alameda, Ray Kelly, à Reuters ontem.

A fábrica de Fremont encerrou suas operações em meados de março, após a imposição de paralisações para conter a propagação de Covid-19, que já infectou mais de 3,8 milhões de pessoas em todo o mundo.

A Tesla não respondeu imediatamente ao pedido de comentário da Reuters. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).