Forbes Pitch: 316 pequenas e médias empresas ganham visibilidade com iniciativa da Forbes durante a crise

Divulgação
Divulgação

Anderson Luiz Gasparin e Rafael Kissel (da esquerda para direita, respectivamente) fundaram a Silicup em 2016

No mês de abril, os stories do Instagram da Forbes Brasil abriram as portas para pequenos e médios empreendedores do Brasil inteiro divulgarem seus negócios através do Forbes Pitch. Com quinze segundos de exposição na rede social com mais de 2 milhões de seguidores, a iniciativa gratuita nasceu com o objetivo de oferecer visibilidade para empresas que enfrentavam dificuldades com a forte desaceleração do mercado em decorrência da Covid-19.

Desde então, do Sul ao Norte do país, 316 empresas aproveitaram o projeto para mostrar um pouco de sua essência e conquistar novos consumidores. Se o mar era de incertezas, o Forbes Pitch tentou diminuir o impacto oferecendo uma espécie de farol com novas oportunidades.

VEJA TAMBÉM: Forbes Pitch: venda sua empresa em até 15 segundos nos stories da Forbes

Para a Silicup, empresa sustentável de Santa Catarina que produz canudos, copos e garrafas de silicone retráteis, o esforço deu resultado. O cofundador Rafael Kissel, 29 anos, apareceu no IG da Forbes no dia 17 de abril, um dos primeiros participantes da iniciativa. “Foi uma explosão de emoções e mensagens positivas de felicitações pelo trabalho”, relembra, destacando a recepção positiva de clientes e parceiros de negócios. “Ficaram muito contentes com o trabalho do nosso time porque essa visibilidade também ajuda nas vendas dos revendedores.”

E as felicitações foram além do ciclo social de colegas e conhecidos. “Tivemos a oportunidade de aparecer na revista ‘100 Fronteiras” da nossa cidade natal (Foz do Iguaçu), algo que sempre desejamos. Foi um sonho nosso que virou realidade com a ajuda de vocês”, conta animado.

Porém, as conquistas não param por aí. Kissel revela que a participação impulsionou uma parceria que estava sendo negociada em passos lentos desde dezembro. “De certa forma, foi um empurrãozinho para a colaboração com o Banco do Brasil. Agora, em julho, começamos em conjunto as campanhas #plasticozerobb e #carbonozerobb.” O empreendedor explica que a ação, com foco em mais de 4.200 agências e 90 mil funcionários do banco, tem o objetivo de abolir o copo plástico descartável e fazer o plantio de mais de 20 mil árvores até o início de agosto.

Para a empresa fundada em 2016, a crise do coronavírus veio como um susto, capaz de desacelerar os avanços com o fechamento de estabelecimentos e escritórios que consomem seus produtos. Porém, com os últimos acontecimentos, o cofundador exalta “gratidão” e destaca a importância do apoio e da união nesse momento, visto que incentivos no setor reverberam por todo ecossistema de negócios.

LEIA MAIS: Forbes promove primeiro webinar sobre Saúde Mental nas empresas. Participe

Maria Alice Gazaniga, 30, cofundadora da marca Lapupa, sabe bem o que é isso. A empresa fundada em 2014 é um estúdio de confecções de sapatos e bolsas personalizadas – pintadas a mão. Com grande oferta de sapatos de noiva e de festa, recebeu a pandemia com apreensão. Um desafio para estrutura e planos do negócio, fazendo com que o Forbes Pitch se tornasse uma exposição desejável.

“Depois que mandamos o vídeo, cada stories da Forbes eram os primeiros a serem assistidos. No dia que foi publicado foi uma felicidade absurda”, relembra. A partir da divulgação, em 22 de abril, Alice conta ter sentido resultado nas redes sociais da marca, onde compartilha foto dos produtos confeccionados. “Instantaneamente ganhamos muitos seguidores, pessoas interessadas no nosso produto e compartilhamentos do trabalho.”

Assim como Kissel, ela agradece a visibilidade dada aos empreendimentos brasileiros, principalmente em um momento de crise. “A gente como uma empresa pequena tem vivido diretamente o impacto negativo de tudo que tem acontecido e, em situações como essa, ter a oportunidade de mostrar um pouco do nosso trabalho, é simplesmente maravilhoso.”

VEJA TAMBÉM: Empreendedorismo na pandemia: 13 negócios que surgiram durante a crise de Covid-19

De marcações de arroba ao famoso “arraste para cima”, o Forbes Pitch impactou diretamente mais de 300 empreendimentos como a Silicup e a Lapupa. E sobre a produção do vídeo instagramável, Alice brinca: “Explicar o nosso negócio em 15 segundos foi o mais difícil”. Mas valeu a pena.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).