Da cabeça aos pés: 10 produtos de vestuário que prometem ajudar no combate ao novo coronavírus

GettyImages/AndreasKermann
GettyImages/AndreasKermann

Um dos principais ativos aplicados na tecnologia antiviral leva íons de prata na superfície do tecido, que agem física e quimicamente para a inibição do vírus

Uma das apostas da indústria têxtil para ajudar a combater o novo coronavírus são os tecidos antivirais. As aplicações são variadas: de máscaras à camisetas, calças e vestidos, ao vestuário para profissionais da saúde. A proteção é um reforço para as medidas de segurança recomendadas e não substituem a higienização das mãos com álcool ou água e sabão.

A tecnologia, além de oferecer mais segurança aos consumidores, é uma reinvenção do setor de vestuário que, junto a aviação, turismo, bares, shoppings e restaurantes, está entre os mais afetados pelas diretrizes de isolamento social.

VEJA TAMBÉM: Santista anuncia tecido que protege contra o novo coronavírus

Segundo dados de uma pesquisa encomendada pela Câmara do Vestuário, 94% das empresas registraram quedas nas vendas, com 20% chegando a zerar as transações. O impacto é grande para o mercado que em 2018 chegou a movimentar US$ 48,3 bilhões, com informações da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit).

Um dos principais ativos aplicados na tecnologia antiviral leva íons de prata na superfície do tecido, que agem física e quimicamente para a inibição do vírus. A solução quebra a camada de gordura que envolve o agente infeccioso e o inativa. O princípio é semelhante ao processo de lavar as mãos, onde o sabão age destruindo o invólucro de gordura do novo coronavírus e coibindo sua capacidade infecciosa.

A tecnologia com íons de prata é a base da nova solução da Dalila Têxtil, que firmou parceria com a Companhia Industrial Cataguases para ampliar o alcance da distribuição dos tecidos antivirais para as grandes marcas atendidas pelas empresas.

“O setor têxtil tem partido para caminhos cada vez mais tecnológicos, por isso buscamos fornecedores e parceiros químicos que nos ajudassem a aplicar a tecnologia em qualquer das nossas bases de tecido”, diz André Klein, CEO da Dalila Têxtil, que atende pelo menos 50% das marcas de moda masculina do Brasil, como Ogochi, Reserva, Osklen, Richards, Calvin Klein.

Tiago Inácio Peixoto, Diretor Comercial da Companhia Industrial Cataguases, cuja companhia detém 20% do market share nacional de tecido planos leves de algodão, comenta que, com a parceria “unimos forças com a Dalila Têxtil para acelerar a oferta de acabamentos antivirais, com o propósito de reduzir ao máximo a contaminação e propagação do novo coronavírus”.

E AINDA: Novo estudo mostra que tecido eletrocêutico erradica a infectividade do coronavírus pelo contato

Juntas, a Dalila Têxtil e a Companhia Industrial Cataguases reportaram faturamento de R$ 434 milhões em 2019. O impacto da nova solução que passou a ser comercializada a partir de abril pela Dalila Têxtil é de 20% na companhia. A Companhia Industrial Cataguases espera que o acabamento antiviral seja responsável por 10% a 15% do faturamento no segundo semestre de 2020.

Veja, na galeria de imagens a seguir, 10 empresas e marcas que comercializam produtos com base em tecidos antivirais:

  • Marca: Insider
    Produto: Camiseta Tech Antiviral
    Sobre: A tecnologia da peça impede que o tecido seja um propagador do vírus, com a aplicação de partículas de prata em uma superfície de íons de carga negativa, que permite a inativação da carga viral em 15 minutos.

    Reprodução/Insider
  • Marca: Líquido
    Produto: Máscara e camiseta antiviral
    Sobre: Produtos de ação antiviral e antibacteriana com fio de poliamida AMNI® VÍRUS-BAC OFF. As propriedades do tecido permanecem mesmo após a lavagem.

    Divulgação
  • Marca: FCC
    Produto: Sola de sapato FCC ANTIViral
    Sobre: Produto fabricado a base de termoplástico com ação antiviral, que elimina a capacidade infecciosa do vírus, mesmo após processos de lavagem.

    Divulgação
  • Marca: Bibi
    Produto: Meia 2way antiviral
    Sobre: Sapato dois em um. A meia antiaderente com propriedades antivirais desenvolvida pela empresa FCC, pode ser acoplada e desacoplada da estrutura do sapato. Desta forma, ao voltar para casa após exposição ao ambiente externo, é preciso apenas destacar a sola do do tênis.

    Divulgação
  • Marca: Live!
    Produto: Coleção cápsula LIVE! CARE-Antiviral
    Sobre: A linha oferece peças de vestuário (Blusa, calça, vestido, camiseta e bermuda) com tecnologia que promete inativar 99,9% dos vírus e bactérias por até 50 lavagens. A ação antiviral acontece em um minuto. A marca também oferece máscaras de proteção com três camadas (camada externa com tecido antiviral, intermediária com filtro, e a terceira com tecido que facilita a respiração).

    Divulgação
  • Marca: Malwee
    Produto: Linha Malwee Protege e Malwee Kids Protege
    Sobre: Coleção de máscaras e camisetas adultas e infantis com tecnologia antiviral, antibacteriana e antifúngica HeiQ Viroblock. As máscaras de proteção possuem três camadas de tecido 100% algodão –a externa com ação de repelência à água, a segunda com repelência à água e filtro, e a terceira com ação antiviral com a adição de sais de prata.

    Divulgação
  • Marca: Track&Field
    Produto: Máscara antiviral
    Sobre: Produto fabricado com fio poliamida Amni® Virus-Bac OFF, que promete inativar o vírus e eliminar bactérias.

    Divulgação
  • Marca: Aramis
    Produto: Linha de roupas
    Sobre: Coleção de roupas produzida com tecnologia antiviral da Dalila Têxtil.

    Divulgação
  • Marca: Kos
    Produto: Linha de proteção antiviral para profissionais da saúde
    Sobre: Coleção oferece jalecos, pijamas cirurgicos, máscaras e camisetas com tecnologia Truelife® SHIELD FAST, comercializada pela Diklatex, que elimina seis tipos de vírus, incluindo o novo coronavírus, com ação em dois minutos a partir do contato com o material infeccioso.

    Divulgação
  • Marca: Lupo
    Produto: Máscara e linha Lupo Sport antivirais
    Sobre: Peças produzidas a partir do fio têxtil de poliamida da Rhodia, Amni® Virus-Bac OFF, que impede a contaminação cruzada por meio de artigos têxteis. A coleção Lupo Sport, com produtos de vestuário voltados para a prática de esportes, é fabricada com a aplicação da mesma tecnologia.

    Divulgação

Marca: Insider
Produto: Camiseta Tech Antiviral
Sobre: A tecnologia da peça impede que o tecido seja um propagador do vírus, com a aplicação de partículas de prata em uma superfície de íons de carga negativa, que permite a inativação da carga viral em 15 minutos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).