Ânima Educação assina contrato para comprar ativos da Laureate no Brasil

Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

A Ânima Educação já havia informado, na semana passada, que sua oferta vinculante havia sido escolhida

A Ânima Educação divulgou hoje (2) que assinou um contrato com o Grupo Laureate para compra de todos os ativos brasileiros do grupo norte-americano.

Na semana passada, a empresa já havia informado que sua oferta vinculante havia sido escolhida como superior de forma definitiva.

LEIA MAIS: SER Educacional, Laureate e Ânima Educação firmam acordo e põem fim ao litígio

Em fato relevante hoje, a Ânima apontou que o negócio envolve um total de R$ 4,4 bilhões, no fechamento, sendo R$ 3,777 bilhões pagos em dinheiro a Laureate e R$ 623 milhões em dívidas a serem assumidas pela Ânima.

A proposta inclui ainda R$ 203 milhões por 135 vagas de medicina pendentes de aprovação, e o pagamento pela Ânima de R$ 180 milhões à Ser Educacional por multa contratual devida pela Laureate.

A Laureate, que controla as universidades Anhembi Morumbi e FMU, em São Paulo, e o IBMR, no Rio de Janeiro, havia recebido em setembro oferta de R$ 4 bilhões da Ser Educacional pelos ativos.

A Ânima reiterou hoje que também faz parte da proposta a venda concomitante de 100% das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) ao fundo Farallon por R$ 500 milhões.

Com a compra, a Ânima Educação disse que expandirá sua presença para mercados que correspondem atualmente a 75% do total de matrículas no ensino superior brasileiro. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).