Para presidente da Toyota, Tesla não é uma montadora “real”

A empresa de Elon Musk possui avaliação financeira maior do que as maiores montadoras japonesas combinadas.

Brooke Crothers
Compartilhe esta publicação:
Tomohiro Ohsumi /Getty Images
Tomohiro Ohsumi /Getty Images

Akio Toyoda declarou que a Toyota opera no “mundo real”

Acessibilidade


O presidente da Toyota, Akio Toyoda, disse que sua empresa é uma montadora “real”, ao passo que a Tesla não é, em resposta a um repórter durante uma teleconferência de resultados na última sexta-feira (6). Atualmente, a Toyota está atrás de Tesla em uma crítica corrida de carros elétricos.

Toyoda começou elogiando a Tesla, mas passou a marginalizar a montadora americana, dizendo que ela representa mais um sonho do que a realidade.

LEIA MAIS: Huawei vai vender unidade de celulares por US$ 15 bilhões para consórcio

A capitalização da Tesla

Toyoda começou sua resposta dizendo que a avaliação da Tesla é mais do que todas as sete montadoras japonesas juntas. Ele acrescentou que a Toyota pode aprender com a Tesla em áreas como geração de lucros com atualizações de software, energia renovável e redução de CO2.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Então, o executivo passou a falar sobre o aumento do preço das ações da Toyota e o fato de ter estabelecido o TRI (Toyota Research Institute) e que isso permitirá à empresa buscar uma estratégia de “software em primeiro lugar”.

A Tesla não é uma empresa “real”

O presidente da Toyota continuou seus comentários dizendo que a Toyota opera no “mundo real”, onde há mais de 100 milhões de seus veículos em uso.

Em seguida, citou uma analogia para deixar claro seu ponto. Falando sobre a Tesla, ele disse que “a cozinha e o chef” não criaram um negócio no mundo real.

A Tesla é como um chef que afirma que “nossa receita se tornará o padrão mundial”, disse o presidente da Toyota.

“Mas a Toyota tem uma cozinha de verdade e um chef de verdade e estamos criando uma culinária de verdade para clientes muito exigentes”, disse Toyoda.

LEIA TAMBÉM: Spotify comprará empresa de tecnologia de publicidade para monetizar podcasts

Por fim, ele disse que os clientes escolherão a Toyota porque ela tem um catálogo completo.

Tesla domina o mercado de elétricos

A estranha busca da Toyota pelo carro elétrico começou com o primeiro carro popular “verde”, o híbrido Prius lançado em 2001. As vendas acumuladas do modelo totalizaram mais de seis milhões em 2017.

Então, em 2014, a montadora começou a vender seu sedã Mirai com célula de combustível de hidrogênio como um passo para o futuro. E, por meio de materiais promocionais e declarações de executivos, indicava que os carros elétricos puros não eram o futuro.

As vendas do Mirai foram infrutíferas nos EUA, totalizando 1.502 em 2019.

Como resultado, a Tesla efetivamente roubou o título do “carro verde” da Toyota nos EUA. A empresa de Elon Musk vendeu cerca de 370 mil veículos elétricos em 2019, 50% a mais que no ano anterior.

A Toyota, por outro lado, se concentrou nas vendas de híbridos e híbridos plug-in nos EUA com carros como o Prius (69.718 vendidos em 2019) e híbridos RAV4 (92.525 em 2019).

E TAMBÉM: Resultado da vacina da Pfizer aumenta fortuna de bilionários da BioNTech em US$ 2 bilhões

Notícias afirmam que a Toyota está planejando vender 500 mil veículos elétricos anualmente em 2025. Elon Musk, entretanto, diz que a Tesla deve estar vendendo “alguns milhões” globalmente até 2025, de acordo com uma declaração que ele fez em 2015.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: