6 maneiras de gerenciar o crescimento do seu negócio

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Crescimento empresarial pode gerar transformações e mudanças estratégicas

Crescimento é algo difícil. Cresça muito rápido e sua empresa pode se despedaçar. Cresça muito devagar e você será o almoço da concorrência.

Gerenciar o crescimento de uma empresa exige atenção no planejamento e na execução.

Veja na galeria a seguir seis dicas para ter certeza de que seu negócio está crescendo de uma maneira sustentável:

  • 1. Estabeleça objetivos

    Existem muitas formas de mensurar crescimento. Definir objetivos irá direcionar os esforços ao que realmente importa.

    Métricas de crescimento podem incluir:

    – Receita corrente mensal
    – Margem bruta
    – Contas premium e upsells
    – Valor do cliente ao longo do tempo
    – Números totais de contas

    Uma vez estabelecidos os objetivos, é necessário definir uma linha do tempo para alcançá-los. Dizer apenas “algum dia” não leva a lugar nenhum. Utilize marcos para monitorar sua evolução.

    É importante levar em conta o que será preciso para alcançar essas metas. Considere capital, mão de obra e horas necessárias para conseguir o que deseja. Leve em conta, por exemplo, o tempo necessário para contratações, pedidos de empréstimos ou crie um fundo de crescimento.

    Getty Images
  • 2. Seja rígido nos processos seletivos

    Companhias não crescem sozinhas. As pessoas dentro da empresa serão as responsáveis por isso. Contratar os funcionários certos é parte do crescimento sustentável, principalmente em uma startup, onde não se pode ter pessoas relapsas. Também é preciso ter cuidado com quem vive de acordo com a filosofia de Facebook “seja rápido e ousado”.

    Por isso, o fit cultural é tão importante. Contratações ruins podem atrasar o desenvolvimento da empresa. Procure pessoas que compartilhem das suas perspectivas, que estejam dispostas a colaborar com o processo de crescimento e que sejam maduras para superar erros.

    Uma forma de dar conta de um rápido crescimento, pode ser a terceirização. Isso não exige processos seletivos longos e ainda garante que o trabalho será feito.

    Getty Images
  • 3. Atenha-se ao orçamento

    Gastar e economizar dinheiro são essenciais para o crescimento da empresa. Gastar promove crescimento ao adquirir materiais necessários para o desenvolvimento do produto. Economizar não gera crescimento imediato, mas ajuda no longo prazo. Investir em novos serviços, áreas de trabalho e tecnologias podem colocar sua empresa à frente dos competidores.

    É sobre ter equilíbrio. A empresa precisa de orçamento para priorizar gastos e guardar um pouco de dinheiro a cada mês, para que não existam despesas acima do planejado. Isso pode fazer com que a empresa cresça em um curto período e se torne mais frágil.

    Dívidas devem ser uma questão central do seu orçamento. A maioria dos empreendedores não podem arcar com autofinanciamento. Fique atento a elas, pois isso pode fazer com que a empresa perca oportunidades de crescimento.

    iStock
  • 4. Centralize esforços

    Não é possível focar em todas as áreas da empresa de uma só vez. Talvez existam deficiências em vários setores, mas você não conseguirá realizar ações com impacto positivo, se não priorizar seu tempo.

    Volte aos seus objetivos. Se você está usando lucro para medir crescimento, essa talvez seja a brecha para melhorar o time de vendas. Se o valor do cliente é a métrica que você utiliza, o serviço de atendimento ao cliente deve ser priorizado.

    Hinterhaus Productions/Getty Images
  • 5. Seja adaptável

    Garanta que você e seus funcionários estejam preparados para lidar com questões difíceis que surgem devido à expansão da empresa.

    O aumento da quantidade de clientes pode gerar estresse no time de contabilidade, por exemplo. Iniciativas de contenção podem levar a clientes não lucrativos. O aumento de acessos no site pede mais servidores. Grandes volumes de pedidos podem pressionar fornecedores menores.

    A infraestrutura se dá de diversas maneiras e todas podem dar errado. Ouça as preocupações dos funcionários, antes que processos e sistemas virem uma catástrofe. Esteja aberto a adotar novas tecnologias que aliviem sua equipe.

    Wera Rodsawang/Getty Images
  • 6. Cuide dos consumidores

    O crescimento não vai para a frente sem você não prestar atenção ao consumidor. Não importa quantas parcerias tenha ou quais produtos desenvolva, é essencial ter uma base sólida de clientes.

    Ouça o que eles têm a dizer. As ideias deles podem ajudar a melhorar um produto, eliminar problemas de atendimento ao cliente e até identificar novas oportunidades. E, ao implementar esses feedbacks, você terá a lealdade dos clientes em troca.

    EMS Foster Productions/Getty Images

1. Estabeleça objetivos

Existem muitas formas de mensurar crescimento. Definir objetivos irá direcionar os esforços ao que realmente importa.

Métricas de crescimento podem incluir:

– Receita corrente mensal
– Margem bruta
– Contas premium e upsells
– Valor do cliente ao longo do tempo
– Números totais de contas

Uma vez estabelecidos os objetivos, é necessário definir uma linha do tempo para alcançá-los. Dizer apenas “algum dia” não leva a lugar nenhum. Utilize marcos para monitorar sua evolução.

É importante levar em conta o que será preciso para alcançar essas metas. Considere capital, mão de obra e horas necessárias para conseguir o que deseja. Leve em conta, por exemplo, o tempo necessário para contratações, pedidos de empréstimos ou crie um fundo de crescimento.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).