Apple quer iniciar produção de carro elétrico até 2024

Veículo poderá ter múltiplos sensores lidar para identificar diferentes distâncias.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Marco del Mazo/Getty Images
Marco del Mazo/Getty Images

Pandemia pode gerar atrasos nos planos da marca e empurrar o início da produção para 2025

Acessibilidade


A Apple está mantendo planos de produzir um carro elétrico até 2024 que pode incluir avanço na tecnologia de baterias, afirmaram fontes com conhecimento do assunto.

Os esforços da Apple no setor, dentro do Projeto Titan, têm avançado aos trancos desde 2014, quando ela começou a projetar seu próprio veículo. Em um ponto, a empresa reduziu o esforço para se concentrar em softwares e redefiniu suas prioridades.

VEJA TAMBÉM: James Dyson planeja investimento de US$ 3,6 bilhões em baterias após projeto de carro elétrico dar errado

Doug Field, veterano da Apple que trabalhou para a Tesla, voltou à criadora do iPhone para supervisionar o projeto em 2018 e cortou 190 pessoas da equipe em 2019.

Desde então, a Apple tem progredido na área o suficiente para ter como meta criar um veículo de passageiros, afirmaram duas fontes com conhecimento do assunto.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O ponto central da estratégia da Apple é um novo projeto de bateria para reduzir “radicalmente” o custo das unidades de armazenamento de energia e aumentar a capacidade dos veículos, afirmou fonte que teve acesso aos planos da empresa.

Representantes da Apple não comentaram o assunto.

A produção de um veículo será um desafio para a Apple, que está com os cofres cheios mas que nunca se aventurou no ramo de montagem de carros. A Tesla precisou de 17 anos antes de finalmente ter lucro sustentável com a produção de veículos.

“Se há uma companhia no planeta com recursos para fazer isso, essa empresa provavelmente é a Apple. Mas, ao mesmo tempo, isso não se trata de fabricar celulares”, disse uma pessoa que trabalhou no Projeto Titan.

E AINDA: Conheça o protótipo do supercarro elétrico GXE da Genovation

Ainda não está claro quem montaria um carro com a marca da Apple, mas fontes afirmaram esperar que a empresa conte com uma parceira para a montagem de veículos. E há ainda a chance da Apple decidir reduzir o alcance dos esforços para um sistema de direção autônoma que poderia ser integrado a um carro de uma montadora tradicional, em vez de vender um veículo Apple, disse uma das fontes.

Duas fontes com conhecimento dos planos da Apple alertaram que a pandemia pode gerar atrasos nos planos e empurrar o início da produção para 2025 ou além disso.

Por ora, a Apple decidiu consultar parceiros para os elementos do sistema, incluindo sensores lidar, que ajudam o carro sem motorista a ter uma visão em três dimensões da estrada, disseram duas fontes.

O carro da Apple poderá ter múltiplos sensores lidar para identificar diferentes distâncias, disse outra fonte. Alguns sensores podem ser derivados das unidades lidar desenvolvidas internamente pela companhia, disse uma das fontes.

BATERIA

Sobre a bateria do veículo, a Apple planeja usar um design monocélula, que aumenta as células individuais na bateria e libera espaço dentro do pack, eliminando bolsas e módulos que contêm materiais usados na bateria, disse uma das fontes.

O projeto da Apple significa que mais material ativo pode ser alocado dentro da bateria, o que pode dar ao carro mais alcance. A empresa também está analisando a química de uma bateria chamada “LFP” (lítio-ferro-fosfato), disse a fonte, que inerentemente está sujeita a menos aquecimento e por isso seria mais segura do que as baterias de íon de lítio. “É o próximo nível”, disse a fonte sobre a tecnologia de bateria da Apple. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: