Google recebe aprovação antitruste da UE para comprar Fitbit por US$ 2,1 bi

Empresa concordou com restrições sobre como usará os dados relacionados à saúde dos clientes .

Redação
Compartilhe esta publicação:
Anadolu Agency- Colaborador/ Getty Images
Anadolu Agency- Colaborador/ Getty Images

Empresa concordou com restrições sobre como usará os dados relacionados à saúde dos clientes

Acessibilidade


O Google, da Alphabet, recebeu hoje (17) a aprovação antitruste da União Europeia para sua aquisição de US$ 2,1 bilhões da Fitbit após concordar com restrições sobre como usará os dados relacionados à saúde dos clientes.

A transação gerou críticas de defensores da privacidade, organizações de consumidores e rivais do Google sobre o poder de mercado da empresa e a utilização de dados de saúde dos usuários para direcionar anúncios.

LEIA MAIS: Com o bilionário Eric Lefkofsky no comando, a empresa de medicina Tempus levanta US$ 200 milhões em investimentos

A Fitbit, que já foi líder no setor de ‘wearables’ (dispositivos vestíveis), perdeu participação de mercado para Apple, Xiaomi, Samsung e Huawei nos últimos anos.

A Comissão Europeia disse que havia feito concessões com o Google, válidas por 10 anos com a possibilidade de prorrogação por mais 10 anos, abordando as preocupações sobre a concorrência, confirmando uma matéria da Reuters em outubro.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O Google armazenará os dados do usuário do Fitbit separadamente dos dados do Google usados para publicidade e não usará os dados de dispositivos vestíveis para o Google Ads. Os usuários podem decidir se desejam armazenar seus dados de saúde em sua conta do Google ou do Fitbit.

A empresa continuará a fornecer uma licença de API de software gratuita para funcionalidades essenciais aos fabricantes de dispositivos Android, permitindo que seus gadgets funcionem com smartphones Android. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: