Locaweb compra plataforma de logística Melhor Envio

Empresa conecta pequenos e médios vendedores às principais transportadoras e companhias de logística no país.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Poike/Getty Images
Poike/Getty Images

Aumento da demanda por serviços de comércio eletrônico e entrega de encomendas criaram oportunidades para atender mais empresas que não utilizavam plataforma de logística

Acessibilidade


A Locaweb divulgou hoje (14) a compra da plataforma de logística Melhor Envio, com o preço de fechamento da aquisição acertado em R$ 83 milhões.

Os vendedores na operação terão o direito a receber eventual “earnout”, a depender do atingimento de determinadas metas financeiras apuradas com base na receita operacional líquida do Melhor Envio, disse a Locaweb.

LEIA MAIS: Locaweb compra plataforma de apoio a comércio eletrônico Social Miner

Fundada em 2015, em Pelotas (RS), a Melhor Envio oferece uma plataforma de logística que conecta pequenos e médios vendedores às principais transportadoras e empresas de logística no país.

A receita líquida da plataforma deve ser superior a R$ 30 milhões em 2020, atingindo mais de 7 milhões de envios pagos e quase 100 mil clientes ativos na base, de acordo com a Locaweb.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Após levantar R$ 575 milhões no começo do ano, executivos da Locaweb afirmaram em junho que a empresa estava em negociações avançadas para compra de várias companhias de menor porte.

Segundo a Locaweb, as medidas de isolamento social e o consequente aumento da demanda por serviços de comércio eletrônico e entrega de encomendas criaram oportunidades para atender mais empresas que não utilizavam essas ferramentas. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: