Cotações do trigo atingem recordes nominais no Paraná e Rio Grande do Sul, informa o Cepea

Preços do cereal tendem a recuar somente com a entrada da safra de milho

Redação
Compartilhe esta publicação:
Joseani Antunes/Embrapa
Joseani Antunes/Embrapa

Por conta do uso em rações, preço pode se enfraquecer apenas quando os valores do milho recuarem

Acessibilidade


Os atuais valores do trigo no Paraná e no Rio Grande do Sul são os maiores, em termos nominais, das respectivas séries históricas do Cepea, iniciadas em fevereiro de 2004.

No Paraná, o trigo é negociado acima dos R$ 1,6 mil por tonelada. No Rio Grande do Sul, o valor é de R$ 1,5 mil por tonelada. Apesar do patamar recorde nominal, as negociações do cereal no mercado interno seguem lentas.

LEIA TAMBÉM: Super Frio Logística Frigorífica investe R$ 30 milhões em Cuiabá (MT)

Parte dos colaboradores do Cepea acredita que o preço do trigo pode se enfraquecer apenas quando os valores do milho recuarem, já que ambos são utilizados para ração. No Paraná, como a disponibilidade de trigo da safra passada é baixa, alguns demandantes importam o cereal da Argentina e/ou do Paraguai. (Com Cepea)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: