Lagarde, do BCE, cita gargalos de oferta, alta nos preços de energia e coronavírus como riscos-chave

Pontos levantados pela presidente do órgão mostram incertezas econômicas

Redação
Compartilhe esta publicação:
Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

Durante evento do BCE, Christine Lagarde comentou desafios para a economia europeia

Acessibilidade


As perspectivas econômicas para a zona do euro ainda estão repletas de incertezas, decorrentes de gargalos de oferta, alta nos preços da energia e novas ondas da pandemia do coronavírus, disse a presidente do BCE (Banco Central Europeu), Christine Lagarde, hoje (29).

“Quanto tempo esses gargalos levarão para serem resolvidos… é um dos pontos de interrogação”, disse Lagarde em evento do BCE.

LEIA TAMBÉM: Bancos centrais analisam risco de inflação com início de mudança em política monetária da pandemia

Falando em preços de energia mais altos, Lagarde acrescentou: “Vamos ver quanto tempo leva para que isso se dissipe; deve ir embora na primeira parte de ’22.”

“A última das incertezas que temos que levar em conta… é o potencial de novas ondas de uma pandemia que seria resistente à vacina”, disse Lagarde. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: