Açúcar bruto avança na ICE à medida que temores persistem sobre produção do Brasil

Compartilhe esta publicação:

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros de açúcar bruto fecharam em alta na ICE nesta sexta-feira, em meio à melhora do sentimento nos mercados financeiros e com investidores prevendo que o Brasil, maior produtor global, aumentaria sua produção de etanol nesta temporada em detrimento ao açúcar.

Acessibilidade


O café caiu pressionado por algumas geadas leves nas lavouras brasileiras.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto para julho fechou em alta de 0,18 centavo de dólar, ou 0,9%, a 19,95 centavos de dólar por libra-peso.

* Geadas leves foram registradas em vários Estados brasileiros nesta sexta-feira, incluindo áreas produtoras de cana-de-açúcar.

* As usinas brasileiras devem favorecer a produção de etanol, um biocombustível à base de cana, em vez de açúcar nesta temporada devido ao aumento dos preços da energia.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

* O açúcar branco para agosto subiu 6,30 dólares, ou 1,1%, para 558,10 dólares a tonelada.

CAFÉ

* O café arábica para julho caiu 2,85 centavos de dólar, ou 1,3%, 2,1585 dólares por libra-peso​​, após recuar 4% na quarta-feira, à medida que temores dos investidores sobre o risco de geada no principal produtor, o Brasil, diminuíram.

* Especialistas em café disseram nesta sexta-feira que geadas leves danificaram apenas algumas folhas dos cafeeiros, o que não deve causar impacto na produção.

* O Rabobank manteve inalterada sua projeção para a safra brasileira de 2022 em 64,5 milhões de sacas, perto do topo das estimativas de mercado.

* O café robusta para julho caiu 24 dólares, ou 1,2%, a 2.056 dólares a tonelada.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Maytaal Angel)

Compartilhe esta publicação: