Açúcar bruto cai para perto de mínimas de 2 semanas, café arábica sobe

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – O açúcar bruto negociado na bolsa ICE atingiu uma mínima de quase duas semanas nesta quinta-feira, com temores de que o maior produtor, o Brasil, tentará reduzir os preços de combustíveis por um projeto tributário, enquanto o café arábica subiu em meio a negociações fracas e temores persistentes de risco de geadas.

A queda dos preços do setor de combustíveis tenderia a levar as usinas de cana no Brasil a aumentar a produção de açúcar às custas do etanol, que concorre com a gasolina no Brasil.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto de julho caiu 0,14 centavo, ou 0,7%, a 19,54 centavos de dólar por libra-peso, após atingir seu menor nível desde 13 de maio, a 19,27 centavos.

* Negociantes citados falam que o Brasil se move para cortar o ICMS em uma tentativa de baixar os preços da gasolina. Isso pesaria nos preços do etanol e, por sua vez, do açúcar, pois a produção do adoçante aumentaria.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Câmara dos Deputados aprovou na noite de quarta-feira proposta que limita a alíquota do imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS) que incide sobre combustíveis, energia elétrica, gás natural, comunicações e transporte coletivo, e a medida será agora analisada pelo Senado.

* O açúcar branco de agosto subiu 1,50 dólar, ou 0,3%, a 565,40 dólares a tonelada.

CAFÉ

* O café arábica de julho subiu 9,55 centavos, ou 4,4%, a 2,266 dólares por libra​​​.

* Os negociantes observaram volumes de negociação reduzidos devido a um feriado na Europa e disseram que quaisquer movimentos do mercado são exagerados.

* Ainda assim, há poucos participantes dispostos a vender, devido aos temores sobre o risco de geadas no principal produtor brasileiro.

* Houve relatos na quarta-feira sobre novas chances de geadas. A meteorologista Climatempo, no entanto, disse na quinta-feira que não há risco por enquanto, pois as temperaturas no sul de Minas Gerais permanecerão acima dos níveis de congelamento.

* O café robusta de julho subiu 19 dólares, ou 0,9%, a 2.107 dólares a tonelada.

(Por Marcelo Teixeira e Maytaal Angel)

Compartilhe esta publicação: