Açúcar bruto toca mínima de 3 meses na ICE; café arábica cai 2%

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros de açúcar bruto na ICE atingiram uma mínima de quase três meses nesta quinta-feira, com os preços do petróleo caindo, mas o contrato recuperou espaço para fechar em.

Compartilhe esta publicação:

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros de açúcar bruto na ICE atingiram uma mínima de quase três meses nesta quinta-feira, com os preços do petróleo caindo, mas o contrato recuperou espaço para fechar em alta em meio a conversas sobre a queda na produção no principal fornecedor, o Brasil.

Acessibilidade


Os contratos futuros de café arábica caíram 2% após alta de 8% na quarta-feira.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto para julho ​fechou em alta de 0,09 centavo de dólar, ou 0,5%, a 18,64 centavos de dólar por libra-peso, após cair anteriormente para o menor patamar em quase três meses, a 18,30 centavos de dólar por libra-peso.

* Operadores disseram que o açúcar está sob pressão do sentimento de risco nos mercados financeiros mais amplos e que os fundamentos podem estar se restringindo, uma vez que os participantes do mercado estão reduzindo suas estimativas de produção do Brasil.

* O açúcar branco para agosto subiu 5,90 dólares, ou 1,1%, a 520,90 dólares a tonelada.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

CAFÉ

* O café arábica para julho caiu 4,6 centavos de dólar, ou 2,1%, para 2,153 dólares por libra-peso, tendo subido 7,9% no fechamento de quarta-feira.

* Espera-se que uma frente fria avance sobre o maior produtor, o Brasil, na próxima semana, mantendo os operadores no limite.

* A maioria dos meteorologistas, no entanto, não espera danos aos cafezais desta onda de frio mais intenso no Brasil.

* O café robusta para julho perdeu 20 dólares, ou 1%, a 2.058 dólares a tonelada.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Maytaal Angel)

Compartilhe esta publicação: