Brasil deve ter recorde na nova safra de soja apesar de custos, diz Pátria AgroNegócios

Compartilhe esta publicação:

SÃO PAULO (Reuters) – A nova safra de soja do Brasil foi estimada nesta quarta-feira em recorde de 146 milhões de toneladas, alta de 19,5% ante a temporada anterior, quando a seca afetou severamente as produtividades ao sul do Brasil, de acordo com o primeiro levantamento da consultoria Pátria AgroNegócios para o novo ciclo.

Acessibilidade


A produtividade foi estimada em 3.464 quilos por hectare, aumento de 16,2% em relação a 2021/22, com base em crescimento médio estatístico dos últimos dez anos para o Centro-Oeste, Sudeste e Sul, e nos últimos cinco anos para o Norte e Nordeste. A projeção depende de boas condições climáticas.

Mas o “destaque” da estimativa, segundo o diretor da consultoria Matheus Pereira, é uma redução no ritmo do crescimento de área plantada, diante do aumento de custos, incluindo insumos como fertilizantes e pesticidas.

Ele estimou o plantio em 42,17 milhões de hectares, alta de 2,8% em relação a 2021/22.

“O aumento de área neste ano é o menor desde 2018. A desaceleração na expansão se dá pela alavancagem financeira, que o setor vem presenciando os maiores custos de produção já observado na história da soja no Brasil”, disse Pereira.

(Por Roberto Samora)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: