Colheita de trigo 2022/23 da Argentina deve cair para 19 mi toneladas, diz bolsa

Por Maximilian Heath BUENOS AIRES (Reuters) – A colheita de trigo da Argentina para a temporada 2022/23 deve ficar em torno de 19 milhões de toneladas, abaixo das 22,1 milhões de toneladas colhidas na temporada.

Compartilhe esta publicação:

Por Maximilian Heath

Acessibilidade


BUENOS AIRES (Reuters) – A colheita de trigo da Argentina para a temporada 2022/23 deve ficar em torno de 19 milhões de toneladas, abaixo das 22,1 milhões de toneladas colhidas na temporada anterior, informou a Bolsa de Cereais de Rosário nesta quarta-feira.

A Argentina tem sido tradicionalmente um importante exportador de trigo e se tornou ainda mais relevante quando a Rússia e a Ucrânia, dois principais fornecedores globais de trigo, se envolveram na guerra.

A bolsa manteve a previsão da safra 2021/22 de soja e milho, ambas em colheita atualmente. A bolsa estima uma safra de soja de 41,2 milhões de toneladas e de milho de 49,2 milhões de toneladas.

A entidade também acrescentou que espera que uma plantação total de 6,35 milhões de hectares de trigo 22/23, 550 mil hectares a menos que na temporada anterior, uma consequência do fenômeno climático ativo La Niña, que reduz as chuvas no centro da Argentina, principal região agrícola do país.

“Com a falta de previsões de chuvas até 20 de maio, as condições atuais do La Niña e a possibilidade de ter um terceiro” La Niña, perdas importantes em algumas províncias não podem ser descartadas, disse a bolsa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

(Texto de Kylie Madry e Carolina Pulice)

Compartilhe esta publicação: