Condição do trigo dos EUA apresenta melhora, diz USDA; plantio de milho vai a 22%

Por Julie Ingwersen CHICAGO (Reuters) – O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) avaliou nesta segunda-feira 29% da safra de trigo de inverno do país em condições boas a excelentes,.

Compartilhe esta publicação:

Por Julie Ingwersen

Acessibilidade


CHICAGO (Reuters) – O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) avaliou nesta segunda-feira 29% da safra de trigo de inverno do país em condições boas a excelentes, alta de 2 pontos percentuais em relação à semana anterior e uma melhora acima das expectativas da maioria dos analistas, mas ainda assim entre as classificações mais baixas já registradas para este período no ano.

Quatorze analistas consultados pela Reuters, em média, esperavam que o governo classificasse 28% da safra como boa a excelente, com estimativas variando de 26% a 32%.

Apesar da melhora, as classificações de bom a excelente para o trigo de inverno na 18ª semana do ano ficaram abaixo de 30% apenas duas outras vezes nos registros do USDA que datam do final da década de 1980, atingindo 26% em 1996 e 20% em 1989.

A escassez de oferta mundial de trigo e a invasão da Ucrânia pela Rússia, ambos grandes exportadores do cereal, ampliaram a importância do potencial da safra dos EUA. Até 3 de maio, cerca de 69% do trigo de inverno dos EUA estava em uma área com seca, disse o governo em um relatório separado.

No Meio-Oeste, o excesso de chuvas atrasou o plantio de milho e soja. O USDA disse que a safra de milho dos EUA estava 22% semeada até domingo, ficando atrás da estimativa média dos analistas de 25% e bem atrás da média de cinco anos de 50%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O plantio de soja nos EUA foi 12% concluído, abaixo da estimativa média dos analistas de 16% e da média de cinco anos de 24%.

Compartilhe esta publicação: