Gigantesco incêndio florestal no Novo México obriga centenas de moradores a fugir

Por Andrew Hay LAS VEGAS, Novo México (Reuters) – Centenas de moradores da cidade histórica de Las Vegas, no Estado norte-americano do Novo México, tiveram de deixar suas casas imediatamente, nesta segunda-feira, enquanto ventos intensos.

Compartilhe esta publicação:

Por Andrew Hay

Acessibilidade


LAS VEGAS, Novo México (Reuters) – Centenas de moradores da cidade histórica de Las Vegas, no Estado norte-americano do Novo México, tiveram de deixar suas casas imediatamente, nesta segunda-feira, enquanto ventos intensos e o tempo seco abastecem um imenso incêndio florestal nos arredores do local.

O incêndio florestal Calf Canyon destruiu mais de 41 mil hectares, o equivalente a mais de metade da área da cidade de Nova York, até a manhã desta segunda-feira, de acordo com autoridades do Serviço Florestal norte-americano no Novo México.

Cerca de 30% do incêndio fora contido até esta segunda, após queimar a vegetação seca a noroeste da cidade de apenas 13 mil habitantes.

O fogo, que é o maior incêndio florestal dos Estados Unidos em atividade, é o mais destrutivo de uma dezena de outros na Região Sudoeste do país. Segundo cientistas, os incêndios florestais estão mais generalizados e chegaram com antecedência neste ano por conta das mudanças climáticas.

“A presença da fumaça é extrema aqui fora. Muita fumaça e cinzas caindo”, disse Jesus Romero, vice-administrador do condado de San Miguel, em entrevista à Reuters. “Os ventos estão começando a ficar mais fortes agora, e estamos começando a ter muito mais vento”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Um alerta de bandeira vermelha foi emitido, sinalizando que os incêndios podem começar a se espalhar mais facilmente na área. As previsões indicam ventos de 80 km/h e umidade baixa, de cerca de 5%, na segunda-feira.

Centenas de residências na região noroeste da cidade receberam ordens para desocupar a região na manhã de segunda-feira, segundo um alerta do Condado de San Miguel.

“Essa situação continua extremamente grave, e a recusa em se retirar pode ser uma decisão fatal”, disse o condado.

Compartilhe esta publicação: