Milho recua em Chicago apesar de plantio lento nos EUA, temores com demanda pesam

Por Christopher Walljasper CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros de milho em Chicago caíram nesta terça-feira após ganhos iniciais, pressionados pela incerteza da demanda, apesar das adversidades climáticas que atrasaram o progresso do plantio nos.

Compartilhe esta publicação:

Por Christopher Walljasper

Acessibilidade


CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros de milho em Chicago caíram nesta terça-feira após ganhos iniciais, pressionados pela incerteza da demanda, apesar das adversidades climáticas que atrasaram o progresso do plantio nos Estados Unidos, disseram analistas.

As chuvas recentes também pressionaram o trigo, apesar das condições de colheita em declínio, enquanto a soja caiu com as expectativas de aumento de plantios nos EUA, em detrimento do milho.

Na bolsa de Chicago, o contrato mais ativo do milho perdeu 10,50 centavos de dólar para 7,93 dólares o bushel.

A soja recuou 14,75 centavos de dólar a 16,3050 dólares o bushel, enquanto o trigo fechou em queda de 10 centavos de dólar a 10,4550 dólares o bushel.

Os futuros de milho foram negociados inicialmente em alta, reagindo a plantios mais lentos do que o esperado relatados pelo Departamento de Agricultura dos EUA na véspera, com apenas 14% da semeadura concluída até domingo, atrás das estimativas médias dos analistas de 16% e bem atrás da média de cinco anos de 33%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: