Preços do petróleo avançam mais de 1% e têm novo ganho semanal

Por Arathy Somasekhar HOUSTON (Reuters) – Os preços do petróleo subiram quase 1,5% nesta sexta-feira, fechando com um segundo aumento semanal consecutivo, já que as sanções da União Europeia ao petróleo russo aumentaram a perspectiva.

Compartilhe esta publicação:

Por Arathy Somasekhar

Acessibilidade


HOUSTON (Reuters) – Os preços do petróleo subiram quase 1,5% nesta sexta-feira, fechando com um segundo aumento semanal consecutivo, já que as sanções da União Europeia ao petróleo russo aumentaram a perspectiva de oferta mais apertada e fizeram com que os traders ignorassem as preocupações com o crescimento econômico global.

Os contratos futuros do Brent subiram 1,49 dólar, ou 1,3%, para fechar a 112,39 dólares por barril. O petróleo dos EUA (WTI) avançou 1,51 dólar, ou 1,4%, para 109,77 dólares o barril.

“No curto prazo, os fundamentos do petróleo são altistas, e são apenas temores de uma desaceleração econômica no futuro que estão nos segurando”, disse Phil Flynn, analista do Price Futures Group.

Na semana, o WTI ganhou cerca de 5%, enquanto o Brent quase 4%, depois que a UE delineou um embargo ao petróleo russo como parte de seu pacote de sanções mais duro até agora sobre o conflito na Ucrânia.

A UE está ajustando seu plano de sanções, na esperança de conquistar Estados relutantes e garantir o apoio unânime necessário dos 27 países membros, disseram três fontes da UE à Reuters. A proposta inicial pedia o fim das importações da UE de petróleo e derivados russos até o final deste ano.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

(Reportagem adicional de Rowena Edwards em Londres, Florence Tan em Cingapura e Laura Sanicola em Nova York)

Compartilhe esta publicação: