Senadores dos EUA propõem investigação sobre fixação de preços de carne bovina

Compartilhe esta publicação:

WASHINGTON (Reuters) – Os senadores norte-americanos Elizabeth Warren e Mike Rounds apresentaram nesta quinta-feira uma resolução bipartidária pedindo à Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) que investigue empresas de carne bovina por possível fixação de preços.

Acessibilidade


É o mais recente esforço dos políticos para responsabilizar as empresas de carne pelos altos preços dos alimentos, que os críticos culpam em parte pelo fato de que a produção de carne bovina dos EUA é controlada por apenas quatro grandes empresas.

Os senadores invocaram um ato de 1914 que autoriza o presidente ou o Congresso a direcionar a FTC a investigar supostas violações antitruste. A regra não é usada desde a década de 1920.

Quatro empresas abateram cerca de 85% do gado engordado com grãos dos EUA que foram transformados em bifes, assados e outros cortes de carne para consumidores em 2018, de acordo com os dados mais recentes do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês).

Os quatro grandes processadores são: Cargill, Tyson Foods, JBS sediada no Brasil e National Beef Packing.

As empresas não responderam imediatamente a pedidos de comentário, mas negaram anteriormente que a consolidação das indústrias aumentasse os preços.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O Departamento de Justiça já está conduzindo uma investigação sobre a fixação de preços na indústria de processamento de frango.

(Reportagem de Leah Douglas)

Compartilhe esta publicação: