Soja cai para menor patamar em 3 semanas em Chicago, milho e trigo também recuam

Compartilhe esta publicação:

Por Christopher Walljasper

Acessibilidade


CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros da soja negociados em Chicago caíram para a mínima de mais de três semanas nesta segunda-feira, pressionados pela queda nos mercados de petróleo e pelo atraso no plantio de milho nos Estados Unidos, que alguns analistas acreditam que poderia levar os agricultores a migrar para a soja.

O milho caiu antes do relatório semanal de progresso de safra do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) na tarde de segunda-feira, que mostrou um aumento na área semeada.

O trigo foi negociado com fraqueza, depois que as chuvas em partes crescentes das planícies dos EUA proporcionaram algum alívio à safra de inverno.

Na bolsa de Chicago, o contrato mais ativo da soja caiu 39,50 centavos de dólar, para 16,4525 dólares o bushel, após atingir a mínima desde 8 de abril.

O milho perdeu 10 centavos de dólar para 8,0350 dólares o bushel e o trigo recuou 0,25 centavo de dólar a 10,5550 dólares o bushel.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O USDA informou que o plantio de milho está 14% concluído, 2 pontos percentuais abaixo das expectativas dos analistas, enquanto 8% da soja foi semeada, em linha com as projeções do mercado.

Compartilhe esta publicação: