Café arábica toca pico de 3 meses na ICE com aperto de oferta

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros de café arábica na ICE atingiram o preço mais alto em mais de três meses nesta quarta-feira com sinais de aperto na oferta e com o real mantendo-se firme em relação ao dólar.

Um forte real prejudica as vendas de exportação no maior produtor, Brasil, reduzindo os retornos em termos de moeda local.

CAFÉ

* O café arábica para julho fechou em alta de 8,2 centavos de dólar, ou 3,5%, a 2,3945 dólares por libra-peso​​​​, tendo tocado a máxima desde fevereiro a 2,4065 dólares.

* “Nossa expectativa é que os estoques caiam no restante do ano e possivelmente na maior parte do ano que vem”, disse o Rabobank em nota, acrescentando que acredita que a maior parte da redução dos estoques foi precificada.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

* Os estoques certificados de arábica na ICE continuam caindo, para 1,04 milhão de sacas, o patamar mais baixo desde meados de março.

* O café robusta para julho subiu 30 dólares, ou 1,4%, para 2.136 dólares a tonelada.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto para julho avançou 0,04 centavo de dólar, ou 0,2%, para 19,44 centavos de dólar por libra-peso​​.

* Os analistas estão precificando cada vez mais um superávit nesta temporada e um maior na próxima.

* “Esperamos que os preços do açúcar fiquem sob pressão nos próximos meses à medida que a produção global aumentar”, disse a Wisdom Tree em nota.

* O açúcar branco para agosto subiu 5,80 dólares, ou 1,0%, para 578,10 dólares a tonelada.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Maytaal Angel)

Compartilhe esta publicação: