Indonésia licencia exportação de 275.454 t de óleo de palma desde o fim de maio

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Bernadette Christina

JACARTA (Reuters) – A Indonésia emitiu licenças de exportação para um total de 275.454 toneladas de produtos de óleo de palma entre o final de maio, quando permitiu a retomada das exportações, até sexta-feira, disse Oke Nurwan, alto funcionário do Ministério do Comércio.

As licenças foram concedidas a 21 empresas, principalmente para óleo de palma e oleína refinados, branqueados e desodorizados (RBD), disse ele.

A alocação de exportação aumentou frente ao total de 179.464 toneladas no dia anterior.

A Indonésia, maior produtor de óleo de palma do mundo, havia imposto uma proibição de exportação do óleo vegetal em 28 de abril. A medida foi suspensa em 23 de maio, mas o país estabeleceu uma política exigindo que os produtores vendam uma parte de seus produtos localmente para conseguir licenças de exportação.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Embora os mercados tenham sido aliviados pela retomada, os embarques foram lentos, o que manteve os preços de referência do óleo de palma na Malásia elevados, disseram traders. [POI/]

Autoridades indonésias disseram que o país pretende alocar 1 milhão de toneladas para exportações com base nas vendas domésticas durante a proibição de exportação, mas não especificaram um prazo.

A Indonésia normalmente exporta 2,5 milhões de toneladas de produtos de óleo de palma por mês e os tanques das fábricas de óleo de palma ainda estavam perto de sua capacidade enquanto o país entra em seu segundo mês de exportações reduzidas, disse Eddy Martono, secretário-geral da Associação Indonésia Palm Oi (GAPKI).

“Por causa disso, várias fábricas de óleo de palma pararam de receber frutos de óleo de palma dos agricultores”, disse Eddy.

Compartilhe esta publicação: