Piora de condições da safra de trigo da França desacelera com retorno das chuvas

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Gus Trompiz e Forrest Crellin

PARIS (Reuters) – A condição da safra de trigo mole da França se deteriorou pela sexta semana consecutiva, mostraram dados do escritório agrícola FranceAgriMer, mas um declínio menor na última semana sugeriu que a chuva e as temperaturas mais baixas podem estar refreando a seca da primavera.

Estima-se que 66% da safra francesa de trigo mole estava em boas ou excelentes condições na semana até 6 de junho, contra 67% na semana anterior, disse a FranceAgriMer em um relatório de safra de cereais nesta sexta-feira.

A classificação caiu 25 pontos percentuais desde o início de maio, à medida que uma onda de calor exacerbou a seca após as chuvas escassas deste ano.

No entanto, a tendência de queda desacelerou desde o final de maio, pois as temperaturas esfriaram e a chuva voltou a algumas regiões.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As perspectivas de colheita na França, o maior produtor de grãos da União Europeia, estão sendo monitoradas de perto em meio à interrupção do fornecimento ucraniano após a invasão da Rússia.

Traders e analistas observam agora se chuvas generalizadas em clima instável desde o último fim de semana fornecerão um impulso mais claro para as safras francesas.

Benoit Pietrement, agricultor e chefe do comitê de grãos da FranceAgriMer, disse na quinta-feira que a chuva deve ser benéfica na maioria das regiões, mas tarde demais para os cereais mais afetados em solos rasos.

As estimativas do mercado preveem a safra francesa de trigo mole em 33-34 milhões de toneladas, em comparação com cerca de 35,5 milhões no ano passado, com uma área de colheita menor também reduzindo as perspectivas.

O Ministério da Agricultura da França publicará uma previsão de produção da primeira colheita de trigo em julho.

Em uma primeira estimativa de safra de inverno de cevada na quarta-feira, o ministério projetou um ligeiro aumento na produção, já que uma maior área de colheita compensava uma queda esperada nos rendimentos.

A FranceAgriMer estimou que 64% da colheita de cevada de inverno estava em boas/excelentes condições até 6 de junho, queda de um ponto percentual em relação à semana anterior.

O escritório agrícola disse na quinta-feira que a colheita de cevada de inverno começou cedo no sul da França, mas o progresso até agora era insignificante em escala nacional.

Compartilhe esta publicação: