Preço do trigo se firma em Chicago após quedas; milho tem dificuldade para avançar

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Christopher Walljasper

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros do trigo subiram nesta quinta-feira em Chicago após mínimas de dois meses, com diminuição na liquidação de fundos de investimento, enquanto as tensões de oferta permanecem mesmo ante negociações para reabrir os portos ucranianos.

Uma grande compra de trigo pelo Egito e um relatório indicando que o governo dos EUA pode aumentar retroativamente um mandato de mistura de etanol deram apoio aos mercados de cereais.

A soja se firmou, sustentada pela demanda de exportação e pela oferta apertada dos EUA.

Na bolsa de Chicago, o contrato mais ativo do trigo subiu 17 centavos de dólar para 10,5825 dólares o bushel, após cair para mínima desde o início de abril na quarta-feira.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O milho para julho recuou 1 centavo de dólar a 7,3025 dólares o bushel.

A soja subiu 39 centavos de dólar para 17,2925 dólares o bushel.

Os futuros do trigo encontraram resistência técnica após um recuo de dois dias no início da semana, alimentado por esforços diplomáticos para criar um canal de transporte de grãos ucranianos no Mar Negro.

(Reportagem adicional de Gus Trompiz em Paris, Hallie Gu e Dominique Patton)

Compartilhe esta publicação: