Preços do petróleo fecham em alta mas marcam queda semanal com receios de recessão

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Laura Sanicola

(Reuters) – Os preços do petróleo fecharam em alta de mais de 3 dólares o barril nesta sexta-feira, apoiados pela oferta apertada, mas registraram seu segundo declínio semanal devido à preocupação de que o aumento das taxas de juros possa levar a economia mundial à recessão.

O petróleo Brent fechou em alta de 3,07 dólares, ou 2,8%, a 113,12 dólares o barril. O petróleo dos EUA (WTI) fechou com avanço de 3,35 dólares, ou 3,2%, a 107,62 dólares.

O Federal Reserve dos EUA “estava falando muito hawkish, o que estava prejudicando o rali do petróleo, mas o sentimento está mudando um pouco, especialmente com dados econômicos fortes”, disse John Kilduff, sócio da Again Capital LLC em Nova York.

Na quinta-feira, o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que o foco do banco central em conter a inflação era “incondicional”, aumentando os temores sobre mais aumentos nas taxas de juros.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Uma pesquisa na sexta-feira mostrou que o sentimento do consumidor dos EUA atingiu um recorde de baixa em junho, mesmo com as perspectivas para a inflação melhorando ligeiramente.

A invasão da Ucrânia pela Rússia exacerbou a escassez de suprimentos este ano, assim como a demanda que está se recuperando da pandemia de Covid, e o petróleo chegou perto de uma máxima histórica de 147 dólares, alcançada em 2008.

(Reportagem adicional de Alex Lawler em Londres, Jeslyn Lerh em Cingapura)

Compartilhe esta publicação: