Trigo cai em Chicago com mercado atento a negociações para exportação da Ucrânia

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Tom Polansek

CHICAGO (Reuters) – Os futuros de trigo e milho caíram nesta sexta-feira em Chicago, com traders monitorando as negociações diplomáticas destinadas à retomada dos embarques de grãos ucranianos paralisados ​​desde a invasão da Rússia.

Os preços de soja também caíram, uma vez que os participantes do mercado embolsaram lucros antes do fim de semana, disseram corretores.

O presidente russo, Vladimir Putin, negou que Moscou esteja impedindo os portos ucranianos de exportar as safras, embora o exército russo tenha tomado grande parte da costa sul da Ucrânia e seus navios de guerra controlem o acesso aos portos do Mar Negro do país.

A retomada do comércio marítimo ucraniano é vista como crucial para os mercados de grãos, principalmente depois que a Índia decidiu no mês passado proibir a maioria das exportações de trigo. A Ucrânia era o quarto maior exportador de milho do mundo e o sexto maior exportador de trigo antes da invasão da Rússia, segundo dados do Conselho Internacional de Grãos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os futuros de trigo mais ativos terminaram em queda de 18,25 centavos, a 10,40 dólares por bushel, na bolsa de Chicago. O milho caiu 3,25 centavos a 7,27 dólares por bushel, enquanto a soja perdeu 31,50 centavos para 16,9775 dólares.

(Reportagem de Tom Polansek em Chicago, Gus Trompiz em Paris e Naveen Thukral in Cingapura)

Compartilhe esta publicação: