Conheça o bilionário por trás de “O Fantasma da Ópera”

Redação
Compartilhe esta publicação:
Cameron Mackintosh ganha mais dinheiro com musicais do que com filmes (Getty Images)

Cameron Mackintosh ganha mais dinheiro com musicais do que com filmes (Getty Images)

Acessibilidade


A estreia, em 1985, de Les Misérables no West End londrino marcou o fim de um ato e o início de outro na vida de Cameron Mackintosh. “Só depois disso”, conta ele, “as pessoas viram que é possível ganhar mais dinheiro com musicais do que com filmes”.

RANKING GERAL: 70 maiores bilionários do mundo em 2016

Ele veio a produzir uma série de megassucessos do teatro musical, entre os quais “O Fantasma da Ópera” e “Miss Saigon”. Tem participações no Fantasma e em Cats e todos os direitos sobre “Les Misérables” e “Miss Saigon”, o que significa que recebe pagamentos sempre que uma companhia profissional encena qualquer uma das obras; também é dono de oito teatros do West End e de 75% da Music Theatre International, maior licenciadora de espetáculos da Broadway para produções amadoras. Tudo isso se soma em uma fortuna de US$ 1,2 bilhão.

BRASIL: 31 maiores bilionários brasileiros

“Você nunca sabe quando o dinheiro vai chegar e quando vai embora”, diz Mackintosh, de 69 anos, que iniciou a carreira como ajudante de palco, ganhando 30 dólares por semana. “Estou mais surpreso do que ninguém.” No entanto, seu próximo grande empreendimento é sucesso praticamente garantido: importar Hamilton, sensação da Broadway, para o West End em 2017.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Fantasma da Ópera

Fantasma da Ópera

Compartilhe esta publicação: