A história por trás do piano feito com 3.662 peças de Lego

Criado a partir da ideia de um fã, o projeto possui 25 teclas funcionais e é capaz de tocar uma música via aplicativo.

David Hochman
Compartilhe esta publicação:
ReproduçãoForbes
ReproduçãoForbes

Parte da coleção Lego Ideas, o piano foi inspirado por fãs

Acessibilidade


Projetado por um fã e impulsionado por milhares de votos online, o novo Grand Piano da Lego pode ser o conjunto de construção mais clássico da marca.

Com 25 teclas funcionais, ação real de pedal, peças exclusivas e a capacidade de tocar música por meio do aplicativo Lego Powered Up, o projeto de construção feito para adultos possui 3.662 peças e é vendido por US$ 349,99.

LEIA TAMBÉM: A dupla espanhola que captura a beleza da arquitetura a partir de fotografias

Parte da coleção Lego Ideas, que dá aos fãs a chance de enviar seus conceitos para designers da Lego –e compartilhar os lucros–, o piano foi inspirado por fãs, mais especificamente pelo entusiasta e pianista Donny Chen. Inclusive, o design final apresenta uma partitura que Chen compôs. A cocriação com admiradores da marca é uma ação comum que já resultou em projetos como o Lego Ideas Friends Central Perk e o Lego Ideas Pirated of Barracuda Bay.

Mais uma obra de arte do que um mero “brinquedo”, o piano mede pouco mais de 20 centímetros de altura, 30 centímetros de largura e 13,5 centímetros de profundidade quando fechado. Nossa caixa de Lego chegou em uma quarta-feira à tarde e na quinta-feira à noite –depois de muitas horas de dedicação– o magnífico instrumento estava pronto.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Eu queria aprender mais sobre o piano, então entrei em contato com o designer Woon Tze Chee na sede da Lego em Billund, Dinamarca. Foi Woon que liderou o projeto para a marca e levou o piano para os holofotes mundiais. Veja abaixo a entrevista com ele: 

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

O piano tem 25 teclas funcionais, ação real de pedal, peças exclusivas e a capacidade de tocar música por meio de aplicativo

Forbes: Qual é a história de origem por trás do Lego Grand Piano? Quanto tempo levou para ser criado?

Woon Tze Chee: O Lego Grand Piano foi originalmente uma proposta feita por um fã chamado Donny Chen que recebeu 10 mil votos na Lego Ideas Platform. Decidimos transformá-lo em um produto oficial de Lego por causa de todas as funções incríveis que foram incluídas no modelo. Sentimos que ele realmente ultrapassa os limites do que os blocos de Lego podem fazer. Todo o nosso processo de desenvolvimento de produto normalmente leva cerca de um a dois anos, desde o esboço do modelo inicial até o produto final nas lojas.

F: Você é pianista?

WTC: Eu não toco piano, mas minha esposa toca e dá aula. Ela foi minha inspiração e modelo para isso. Eu vi isso como uma grande oportunidade de reunir nossas paixões por música e Lego. Ao projetar o modelo, pesquisei diferentes marcas de pianos e acabei mesclando algumas das características estéticas mais comuns no produto final. Também queríamos preservar o que os fãs votaram, portanto, embora tivéssemos que reconstruir o modelo de acordo com a qualidade e os padrões de nosso produto, nos esforçamos para manter a forma geral e o tamanho do envio original.

F: Qual foi o seu maior desafio em criar esse projeto?

WTC: Este é de longe o modelo mais complexo e desafiador em que já trabalhei, pois há muitas partes móveis interdependentes umas das outras. Ter que garantir que todas essas peças funcionem corretamente e consistentemente sempre é um verdadeiro desafio, ainda mais quando você as está construindo com peças de Lego. Estou muito feliz que no final conseguimos replicar a maioria das funções reais do piano em um modelo relativamente pequeno. Construir uma caixa forte e robusta também é um grande desafio, pois o piano inteiro é elevado apenas para ser suportado por três rodas. Cada parte desta construção é tão compacta, cada medição tão precisa, que quando uma parte é ajustada ou alterada, causa um efeito cascata ou uma reação em cadeia em todo o modelo.

Estou particularmente feliz com a ação do piano no modelo, que compreende cada tecla, martelo e amortecedor. Em vez de segurar a tecla através de um eixo transversal técnico, nosso design a equilibra em um elemento de cone, permitindo que ela gire como uma gangorra, como uma tecla de piano real. Apesar de toda essa ação ficar oculta no piano na maior parte do tempo, ainda queríamos torná-la o mais autêntica possível. Queríamos incluir todos esses detalhes, desde as cores da tecla até os pequenos detalhes que você normalmente encontraria em uma tecla de piano real.

F: Como você descobriu quais peças de Lego usar? É tudo modelagem gerada por computador? Ou você renderiza o piano acabado e faz a engenharia reversa com peças?

WTC: Eu sempre tento usar o elemento mais adequado dependendo da aparência ou função que estou tentando alcançar. Ter alguns anos trabalhando com as peças ajuda a gerar uma boa biblioteca mental, caso contrário, visito nossa área de estoque de elementos físicos ou navego por eles digitalmente.

Trabalho com uma junção mão na massa e ferramentas digitais, pois cada método tem vantagens diferentes. A construção física me permite testar a estabilidade e a funcionalidade do modelo, enquanto trabalhar digitalmente me permite modelar melhor o produto, pois posso colocar as peças onde gostaria que estivessem e preencher o resto. Para o Lego Grand Piano, a maior parte do trabalho era físico, pois há muitas funções no modelo e a estabilidade é crucial.

F: Quantas peças exclusivas foram criadas para o piano?

WTC: Existem dois elementos exclusivos neste conjunto, projetados pela designer gráfica Crystal Marie Fontan. Para a marca do piano, usamos um logotipo vintage da Lego impresso em ouro e colocado no lado interno do produto. Na verdade, precisávamos buscar aprovação para fazer isso. O segundo elemento é a partitura exclusiva com uma música composta por Donny intitulada “Playday”. É a mesma música que ele usou em seu vídeo de apresentação do Lego Ideas.

F: Quais as diferenças técnicas entre um “MOC” (My Own Creations, ou, “minha própria criação”, em português) e as construções oficiais de Lego?

WTC: Eu também sou um fã, então construo MOC durante meu tempo livre. Ao construí-los, não preciso me preocupar com como os outros vão fazer, ou se ele pode ser reproduzido várias vezes. Eu preciso me concentrar apenas em montá-lo da maneira que quero e posso usar técnicas de construção que não seriam necessariamente compatíveis com um manuseio brusco.

Ao projetar um produto Lego, minha tarefa é entregar o melhor modelo Lego possível com recursos de jogo divertidos, fluxo de construção lógico e alta segurança e qualidade do produto. Tenho que aplicar técnicas de construção que permitem que nosso modelo passe por uma infinidade de testes para esse propósito. Também recebemos feedback da equipe do projeto, que inclui marketing, designer de elementos, designer gráfico, treinadores de modelos, designer de instruções de construção, para que todos contribuam na formação do modelo até sua forma final.

F: Jogar Lego o dia todo parece o melhor trabalho do planeta. Como alguém se candidata a esse tipo de emprego?

WTC: É o melhor trabalho! Além de brincar com peças de Lego, a cultura da empresa também é incrível, com colegas divertidos, amigáveis ​​e prestativos. Eu era um fã e me candidatei ao emprego quando vi um anúncio de vaga há quatro anos. Era em um aplicativo online em que era necessário incluir um currículo e portfólio. Assim que você é selecionado, é convidado para um workshop de design de recrutamento em Billund, onde terá a tarefa de completar vários desafios de design em um período de dois dias, juntamente com outros participantes. Você será notificado algum tempo depois, se tiver sido bem-sucedido.

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

O piano mede pouco mais de 20 centímetros de altura, 30 centímetros de largura e 13,5 centímetros de profundidade quando fechado

Tenho experiência em arquitetura e muitos dos designers aqui são formados em design de produto. No entanto, também vale a pena destacar que existem muitos designers incríveis aqui que não possuem um diploma de design, então não acredito que esse seja um critério absoluto. Eu diria que se você tem paixão por construir com peças de Lego e está sempre explorando maneiras criativas de ultrapassar os limites do sistema, então você também pode ter o que é preciso para ser um bom designer da empresa.

VEJA MAIS: Baby Bugatti II: montadora revela que ainda há unidades disponíveis

F: Que outras construções de Lego você projetou?

WTC: Comecei com a equipe Lego Super Heroes quando entrei para a empresa em 2016 e desde então tenho trabalhado com outras equipes, incluindo Lego Harry Potter, Lego Jurassic World e Lego Overwatch, para citar alguns. Alguns dos conjuntos mais recentes em que trabalhei incluem a Feira do Templo do Ano Novo Chinês, Junkrat & Roadhog, Wrecking Ball, Torre do Relógio de Hogwarts, D.Va & Reinhardt e Hogwarts Express. Tenho trabalhado principalmente com projetos relacionados a IP e é muito empolgante e revigorante poder trabalhar no Lego Grand Piano.

F: Há mais alguma coisa que os leitores possam achar interessante sobre o piano Lego?

WTC: O título provisório do projeto era “Schroeder”, em homenagem ao personagem de quadrinhos Peanuts que é hábil em tocar piano de brinquedo.

Outra história interessante aconteceu quando eu soube que estávamos produzindo o modelo, e eu realmente queria trabalhar nisso. Infelizmente, eu estava ocupado com outro projeto na época, então fiquei um tanto desapontado por não poder trabalhar no piano. Steen Sig Andersen foi designado para examinar a viabilidade do modelo, bem como incorporar os componentes eletrônicos. Mais tarde, Steen foi necessário em outro lugar, em outro projeto, e eu havia coincidentemente concluído o projeto que tinha em mãos, então, imediatamente agarrei a oportunidade. As coisas têm uma maneira interessante de acontecer.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: